Abrantes cancela Creative Campo por “impedimentos contratuais”

Em Ribatejo Cool

Abrantes não vai acolher este ano o Creative Camp, evento internacional ligado à área da criatividade que o município recebe desde 2013, tendo a autarquia justificado esta decisão com “impedimentos contratuais” decorrentes da legislação em vigor.

Em comunicado, a Câmara de Abrantes aponta como motivo para a não realização do encontro os “novos procedimentos” que resultam da “atual legislação em vigor” e que a impedem “de voltar a contratar no presente ano civil o Canal 180, entidade que tem vindo a assumir a prestação de serviço para a concretização do Creative Camp”.

Para o município, o Creative Camp, que iria decorrer entre os dias 30 de junho e 07 de julho, “tem sido um acontecimento distintivo e singular, numa clara aposta municipal no contacto com alguns dos mais inovadores criadores internacionais das áreas do vídeo, música, fotografia, design, cinema, arquitetura, instalação e artes plásticas”.

No entanto, “não obstante a tentativa de resolução”, o município não conseguiu celebrar “qualquer compromisso, nem assumir qualquer relação jurídica que consubstanciasse a existência de um programa para uma eventual edição em 2019”.

Em declarações à agência Lusa, o vereador da Cultura da Câmara de Abrantes disse “lamentar a não realização do evento nos moldes anteriores”, tendo reiterado existirem “imperativos de ordem legal” e que “não permitiam efetuar o ajuste direto” com a empresa.

“Não estão reunidas as condições legais para contratar o Canal 180, pelo que, este ano, não haverá Creative Camp”, disse Luís Correia Dias, tendo feito notar que o município tem “em estudo e em preparação um outro programa que assenta em filosofias concertadas com os atores locais e incluir a colaboração do Canal 180”.

Contactado pela Lusa, João Vasconcelos, diretor do Canal 180 disse que a não realização do evento “é um revés”, tendo lembrado que “faltava menos de um mês” para arrancar o Creative Camp, e “já estava com trabalho desenvolvido ao nível dos preparativos organizacionais” como a “divulgação, comunicação e venda de bilhetes a pessoas de todo o mundo”.

“O conceito do projeto continua válido e a fazer sentido, tem um formato muito rico, mas dependermos de financiamentos e de concursos gera uma imprevisibilidade muito grande. O evento vai continuar, onde e quando logo se vê”, disse o diretor do Canal 180, tendo feito notar que existe uma “boa relação” com Abrantes.

Com um investimento na ordem dos 75 mil euros por ano, esta seria a sétima edição de uma parceria iniciada em 2013 entre a autarquia e o 180 Creative Camp e que tinha como objetivo inicial “consolidar esta marca” no domínio da criatividade.

O Creative Camp levou a Abrantes, entre 2013 e 2018, um programa anual de colaborações criativas nacionais e internacionais, numa semana de workshops, concertos, conferências, intervenções urbanas e descoberta do território, abertos à comunidade local.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*