Exposição de fotografias “O Sal da Terra” no Consolata Museu de Fátima

Em Ribatejo Cool

Vai abrir ao público, no Consolata Museu | Arte Sacra e Etnologia, em Fátima, no dia 8 de junho, sábado, a exposição temporária de fotografia de Carlos Pimentel, “O Sal da Terra“.

Vinte fotografias retratam a exploração da Salina de Batanhe, na província de Inhambane ( Moçambique).  Criada há 50 anos, pelo Missionário da Consolata Padre Amadeu Marchiol, esta salina nasceu da necessidade de criar recursos, numa zona isolada e de clima adverso, sujeita a secas cíclicas que impediam colheitas regulares, e que assim ditavam anos de fome às populações de Nova Mambone.

Hoje, depois de sobreviver, quer a desastres naturais, quer aos anos da guerra, a Salina de Batanhe é uma empresa social rentável. Emprega mais de 30 trabalhadores permanentes e 60 ocasionais, a quem dá assistência médica e aulas de alfabetização, promovendo também uma escolinha para a população através dos missionários.

Recentemente venceu dois prémios, na área da inclusão e do agro-negócio em 2017 e o prémio Agro empreendedor em 2018. Ensaia agora os primeiros passos para a exportação fora do continente africano, preparando-se este ano para representar Moçambique na “Global Agripreneurs Summit”, na Grécia».

A inauguração da exposiçãoestá agendada para as 16h00 do dia 8 de junho, inserida na atividade “Chá com Arte“, onde após a degustação de biscoitos da Doce Oureana e da infusão de Aromas de Oureana, o fotógrafo Carlos Pimentel e Hugo Brancal, que o desafiou a visitar a missão, estarão  à conversa no “Chá com Arte”, dando testemunhos das suas experiências e projetos relacionados com esta Missão.

A exposição estará patente de terça a domingo até 29 de setembro de 2019, das 10h00 às13h00  e das 14h00 às 18h00.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*