Trabalhadores das empresas de distribuição estão em luta

Em Empresas

Os trabalhadores das empresas de distribuição (Pingo Doce/Jerónimo Martins, Continente/Sonae, Jumbo/Auchan, Lidl, Fnac, Dia/Minipreço, El Corte Inglés, Ikea, C&A, Intermarchés, e muitas outras) estão em luta durante o mês de Junho.

No distrito de Santarém, está agendado para dia 8 Junho, às 15 horas, um Plenário no Entreposto Lidl em Torres Novas.

Em nota enviada à comunicação social, o CESP – Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal afirma que “nas empresas de distribuição os lucros são milionários; Os salários, pelo contrário, são cada vez mais curtos e não chegam para repor a perda de poder de compra”.

O CESP acusa a Associação Patronal (APED) e as empresas filiadas de “insistirem em que os trabalhadores terão de deixar de ter vida própria, aceitando o banco de horas, caso contrário recusam a negociação dos aumentos dos salários”. 

“Os trabalhadores lutam pelo aumento dos salários e por salários iguais em todo o país (fim da Tabela B), por horários dignos que permitam aos trabalhadores ter vida pessoal e familiar, contra a desregulação dos horários de trabalho e sem banco de horas, por trabalho estável e fim da precariedade, pela dignificação da carreira profissional dos operadores de armazém, pelo encerramento do comércio aos domingos e feriados”, afirma o CESP.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*