Festival de artes e cultura Verão In.Santarém está de volta para animar a cidade

Em Ribatejo Cool

O festival de Verão In.Santarém inicia-se no dia 20 de junho com o concerto de Vitorino e Cordis, às 22h00, seguido de “um brinde” ao Solstício de Verão, na Praça Sá da Bandeira.

O programa do Verão In.Santarém 2019  – Festival de Artes e Cultura foi apresentado esta quinta-feira, dia de Santarém na Feira Nacional de Agricultura, pela vereadora da cultura e vice-presidente da Câmara Inês Barroso.

Na sua quinta edição, o Festival In.Santarém vai decorrer até 21 de setembro, integrado agora no projeto Santarém Cultura, coordenado pelo programador João Aidos.

O In.Santarém mantém a multiplicidade de iniciativas que vão da ópera ao ‘heavy metal’, do fado ao jazz, passando pelo teatro, pelo circo contemporâneo, gastronomia, ranchos folclóricos, exposições de arte e fotografia, sessões de cinema, festivais de estátuas vivas, ‘street food’, e yoga, anunciou a vice-presidente da Câmara de Santarém, Inês Barroso.

A Sé Catedral recebe, no próximo dia 28 de junho, o Coro do Teatro Nacional de S. Carlos, e o Museu Diocesano de Santarém é palco de iniciativas como a que convida a “Contemplar o Céu”, na véspera dos 50 anos da chegada do Homem à Lua, no dia 19 de julho; “Há fado no Museu”, para celebrar o Dia dos Avós, no dia 26 de julho; “Homem em catarse”, de Afonso Dorido, no dia 31 de agosto, ou a cravista Joana Bagulho, a interpretar Carlos Paredes, no dia 14 de setembro.

No próximo dia 22 de junho, a Sala de Leitura Bernardo Santareno, recebe o espetáculo de Teatro/Dança “Criarei apenas o que não consigo imaginar”, de Carlos Oliveira. Dia 29 tem lugar o espetáculo “O Baile”, de Aldara Bizarro, na Praça Sá da Bandeira (Largo do Seminário). No dia 5 de julho, decorre a tradicional Serenata do Grupo de Guitarras e Canto de Coimbra do CCRS – Centro Cultural Regional de Santarém, na Praça Sá da Bandeira (Largo do Seminário).

Carolina Deslandes, apresenta-se no Teatro Sá da Bandeira, no dia 6 de julho; o Espetáculo “Nariz Preto”, de Pedro Tochas, a 12 de julho; “Express-Cía”, do grupo espanhol Faltan 7, no dia 13; “O Teatro mais pequeno do mundo”, de Graeme Pulleyn, e Mané Trio, ambos dia 19; e o “Sorriso”, do Teatro Só, e “Música para Cinema” pela Orquestra Filarmonia das Beiras, no dia 20 de julho, na Praça Sá da Bandeira.

Dando continuidade à programação anual da Cidade, espaços como o Teatro Sá da Bandeira.  Convento de S. Francisco, Palácio Landal, Casa do Brasil, Escolas do Concelho Instituições e Freguesias, são palco de uma programação vasta e diversificada, no Centro Histórico de Santarém, graças à parceria com instituições, associações culturais e desportivas e empresas.

O Verão In. Santarém, integrado agora no projeto Santarém Cultura, mantém uma multiplicidade de iniciativas, que vão da música clássica – Ópera ao ‘heavy metal’, passando pelo Fado, pelo Jazz, Teatro, Circo contemporâneo, Gastronomia, ranchos folclóricos, exposições de Arte e Fotografia, às sessões de Cinema, que este ano podem ter lugar em “locais improváveis”, como becos e quintais, aos festivais de Estátuas vivas, de ‘Street Food’ ou de Yoga.

Projetos como a Animação Desportiva têm lugar no Jardim Portas do Sol, com o objetivo de proporcionar bons momentos aos Scalabitanos e aos visitantes, através dum programa que visa a prática de exercício físico ao ar livre, tais como, animação Desportiva para Crianças, promovida pela DECATHLON e aulas abertas de Yoga, asseguradas pela AMA – Associação Movimento Aberto, para participantes de todas as idades, respirando a paz e o silêncio da manhã, no reencontro de cada um consigo próprio, com vista para a Lezíria do Tejo.

Trinta Pastelarias da Cidade aderem ao Projeto “Pombinhas – História com Arte”, em que a tradicional pombinha se alia à charcutaria da Nobre e aos sumos da Compal.

Associada ao culto do Espírito Santo, as “Pombinhas de Santarém”, um misto de pão e bolo tradicional feito de massa de farinha de trigo levemente adocicada, cuja criação está ligada ao “bodo” distribuído aos pobres no dia de Pentecostes, que se comemora 50 dias após a Páscoa, estão a ser recuperadas em Santarém.

Durante três meses, aos sábados de manhã, o Centro Histórico de Santarém volta a receber os Percursos/Tradição, com o apoio do INATEL, em que o mundo rural invade a Cidade, com os seus usos e costumes, que conta com a participação de 13 grupos etnográficos e ranchos folclóricos do Concelho, que trazem a música, dança, gastronomia e a recriação de atividades agrícolas campesinas, transportando a alegria que lhe é própria e dinamizando o comércio local.

Esta iniciativa conta ainda com sessões para crianças pela Associação Aqui Há Gato, no Largo Ramiro Nobre (junto à Igreja de S. Nicolau), aos sábados de manhã.

Na vertente da Tradição, realizada em parceria com o Inatel, o In Santarém – Festival de Artes e Cultura, oferece, nesta edição, uma Gala de Ópera ao ar livre, dia 15 de setembro, na Praça Marquês Sá da Bandeira (Largo do Seminário), que conta com a participação de mais de 100 elementos da Academia de Música de Ourém em palco.

De 26 a 28 de julho, o Jardim Portas do Sol recebe o SoundsetFest e o Festival de Street food, bem como pinturas faciais e palhaços.

A programação do mês de agosto começa no dia 3, com um Concerto dos Moonspel, com atuação dos Scalabitanos Vulture, na primeira parte, no Jardim Portas do Sol, numa celebração dos 20 anos do Rock da Velha, da Associação Música Velha de Pernes, seguida, no dia 8, também no Jardim Portas do Sol, de Zig-Zag e Maggot Heart, promovido pela Cartaxo Sessions.

De 9 a 11 de agosto, decorre a 2ª edição do Festival de Estátuas Humanas, no Centro Histórico, que conta com a participação de 20 estátuas vivas.

Santarém recebe ainda um Concerto do músico brasileiro Tim Bernardes, no dia 20 de setembro, no Teatro Sá da Bandeira.

A 2ª edição do Pictorin – Encontro Internacional de Artes Plásticas, que conta com a participação de 16 artistas de vários países, decorre de 1 a 10 de setembro, com um conjunto de iniciativas que são apresentadas no dia 8 de agosto.

As Artes Plásticas voltam a estar presentes em lojas do Centro Histórico, com dois projetos: “Paisagens Recentes”, de Francisco Pereira, e “Contos para te contar”, em que Fernanda Narciso dá continuidade ao projeto iniciado em 2018, por Mário Rodrigues.

Entre 5 e 7 de julho, João Samira vai pintar um Grande Mural, alusivo ao “Capitão de Abril” Salgueiro Maia, na fachada principal da Ex-Escola Prática de Cavalaria e vai orientar um ‘workshop’ de stencil.

Augusto Brázio e Nelson d’Aires vão fotografar 20 lojas do Centro Histórico que vão ser mostradas em painéis colocados em travessas da Cidade, que voltam a estar patentes em janelas e varandas da cidade e no Jardim Portas do Sol, com a Exposição de Fotografia de Paisagem “Até onde a vista alcança”.

De julho a setembro, aos sábados de manhã, há visitas temáticas à Cidade e o “Scalabus” – miniautocarro descapotável, vai circular de quarta-feira a domingo, com saídas às 10h00 e às 11h30, disponibilizando guias em três línguas.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Ribatejo Cool

Ir para Início