Projeto pioneiro – Tomar com iluminação pública inteligente

Em Empresas

Além da iluminação pública, também a qualidade da água do rio Nabão vai ser monitorizada através de plataformas tecnológicas.

Especializada em soluções de iluminação eficiente e inteligente, com gestão centralizada em plataformas Internet of Things (IoT), a empresa Arquiled respondeu ao projeto integrado de Smart City lançado pelo Município de Tomar e prepara-se para equipar a totalidade do concelho, com cerca de 14 mil luminárias conectadas por comunicações LoRa (tecnologia wireless Long-Range Low-Power).

O repto lançado pelo município inclui a modernização da infraestrutura de iluminação pública, fazendo a conversão da iluminação convencional, da totalidade do concelho, para iluminação LED. Neste sentido, foram desenvolvidas luminárias Arquiled conectadas em rede LoRa que possibilita regular, ponto a ponto, toda a iluminação pública e integrar, gerir e monitorizar os demais serviços do concelho.

Através da plataforma de gestão Watson IoT, que irá integrar diversos sistemas do município, será possível dar visibilidade em tempo real de diversos eventos, gerando alertas que permitem ao município agir de forma imediata ou atuar de forma preventiva, através da analítica do sistema.

Projeto piloto monitoriza qualidade de água do rio Nabão

No âmbito do projeto de gestão de eficiência energética estão também contemplados quatro projetos piloto de monitorização da qualidade da água do Rio Nabão e dos seus níveis de cheia, assim como da qualidade da água e da utilização e perda de água nas bocas-de-incêndio.
Para dar seguimento a estes pressupostos, o município de Tomar assinou um contrato com a Ferrovial Serviços (enquanto empresa de serviços energéticos), que utiliza as poupanças geradas pela diminuição do consumo energético na iluminação pública para investir na infraestrutura do concelho, sem representar encargos ou investimentos adicionais para a autarquia.

Esta entidade gestora associou-se à Arquiled, enquanto especialistas na área de soluções de iluminação pública, e à Softinsa, empresa do grupo IBM especializada em serviços de gestão e desenvolvimento de aplicações e infraestruturas, para auxiliarem na operacionalização do projeto.
A conversão dos 13 522 pontos de luz convencionais para luminárias LED, abrange as onze freguesias do concelho, com a instalação de luminárias viárias, ornamentais e históricas, assegurando as características das diferentes zonas da região. Cada luminária possui o seu próprio módulo de comunicações Low-Power WAN (LPWAN) em LoRa WAN™, desenvolvido pela Arquiled, que permite o controlo e gestão a nível individual ou em rede, comunicando com a Application Programming Interface (API) da Arquiled, que por sua vez faz a ligação ao Watson IOT.
O contrato de gestão de eficiência energética, em formato ECO.AP1 a 16 anos, totaliza aproximadamente 8,9 milhões de euros – dos quais mais de 3 milhões de euros dizem respeito à Arquiled – ao longo dos quais as poupanças geradas de cerca de 11, 5 milhões de euros, pela diminuição do consumo energético servirão para investir na infraestrutura do concelho2.
Segundo a Presidente de Câmara Municipal de Tomar, Anabela Freitas, “Este projeto para além de promover a coesão territorial, uma vez que abrange a totalidade do concelho, aposta claramente na componente tecnológica. Tomar está a trabalhar para ser uma Smart Human City ao nível do território científico, tecnológico, inteligente e humano.
Já o CEO da Arquiled, Miguel Allen Lima, afirma que “Tomar é mais uma prova das alterações que os municípios podem fazer no sentido de promover cidades cada vez mais amigas do ambiente e, simultaneamente, promover uma poupança significativa para a autarquia”. “A participação neste projeto inovador dá-nos imensa satisfação e enquadra-se perfeitamente naquela que tem sido a nossa aposta mais recente – desenvolvimento de sistemas inteligentes de iluminação apoiada em IoT”, acrescenta.
De referir que a ARQUILED tem vindo a desenvolver o conceito de Smart Cities que assenta em pilares como a sustentabilidade, a segurança, a eficiência energética, a inteligência e a conetividade. Para além do desenvolvimento de projetos pioneiros em Portugal, a empresa com escritórios em Lisboa e fábrica em Mora, no Alentejo, tem vindo a apostar na sua internacionalização com o investimento em países como a Colômbia, o Brasil e o Peru.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Empresas

Ir para Início