Vila Franca vai ter recolha seletiva de biorresíduos

Em Região

A Câmara Municipal de Vila Franca de Xira viu recentemente aprovadas duas candidaturas a Fundos Comunitários que permitem dar continuidade a projetos de grande importância para o Município, como a construção da unidade de saúde familiar de Vialonga e Sistema de Recolha Seletiva de Biorresíduos.

Segundo o Município, a candidatura para a construção da Unidade de Saúde Familiar de Vialonga mereceu a aprovação do Programa Operacional Regional (POR) de Lisboa 2014-2020, um projeto que decorre do protocolo de cooperação celebrado em 2017 entre a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira e a Administração Regional de Saúde e Vale do Tejo (ARSLVT), para adaptação do edifício conhecido por “Ninho de Empresas”. Com um investimento total de 827.071,22€, a comparticipação da União Europeia será de 413.535,61€. A construção desta Unidade de Saúde Familiar permitirá dotar a freguesia de Vialonga com as adequadas condições para a prestação de cuidados de saúde, resolvendo problemas de dimensão insuficiente e de degradação das atuais instalações, bem como de acessibilidades e estacionamento. Permitirá ainda a entrada em funcionamento de novos serviços médicos. A execução física e financeira da obra deverá iniciar-se ainda este ano, estando prevista a sua conclusão no final de 2020.

O Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR) deu também parecer positivo à candidatura do Município para a implementação de um Sistema de Recolha Seletiva de Biorresíduos, um projeto que permitirá fazer a recolha de resíduos de uma forma mais amiga do ambiente e mais eficiente, de acordo com a hierarquia da gestão de resíduos e com os princípios inerentes à economia circular. Este sistema, que abrange todo o Concelho de Vila Franca de Xira, irá incidir sobre zonas residenciais, cantinas escolares, restaurantes e outros estabelecimentos similares, mercados municipais e frutarias, prevendo-se a recolha seletiva de 2.750 toneladas de Resíduos Urbanos Biodegradáveis (RUB) por ano. O investimento global é de perto de um milhão de euros (998.454,84€), comparticipado pelo Fundo de Coesão em 848.686,61€. A implementação deste projeto irá iniciar-se no final de 2019, prolongando-se até meados de 2021.

“Ambos os projetos representam uma evolução muito positiva em áreas fundamentais para a qualidade de vida das populações: Saúde, Ambiente e Reabilitação Urbana“, afirma o Município em nota à imprensa. Os projetos cujo financiamento foi agora aprovado são também a expressão de uma forte capacidade da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira em obter aprovação às candidaturas submetidas a Fundos Europeus, na certeza de que a cada uma das candidaturas aprovadas, corresponde também sempre um expressivo investimento municipal. No caso destes dois projetos, o investimento da Autarquia será superior a 563 mil euros.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Região

Ir para Início