Santarém passa ao lado dos apoios a um parque de autocaravanismo

Em Região

A Associação Mais Santarém – Intervenção Cívica critica o alheamento da Câmara de Santarém relativamente aos apoios da Entidade regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo para a criação de parques de autocaravanismo.

Em notícia vinda a público recentemente, foram anunciados apoios conferidos pela Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo a 27 Municípios, no total de cinco milhões de euros. Entre eles, quatro do Ribatejo – Almeirim, Cartaxo, Coruche e Rio Maior – foram bafejados com essa ajuda, em consequência das suas candidaturas ao respetivo programa.

“Já a Câmara Municipal de Santarém passou ao lado desta iniciativa, não se candidatando a uma ajuda que poderia materializar a criação de uma infraestrutura de apoio ao turismo, de que o Concelho está tão necessitado”, critica a Associação .

A AMSIC “lamenta esta indiferença e não vislumbra justificação para que o Executivo municipal não se tenha interessado pela possibilidade da criação deste equipamento, tanto mais que, já em 2015 a Assembleia Municipal tinha aprovado uma Recomendação proposta pelo movimento independente de cidadãos Mais Santarém que recomendava ao executivo camarário “que seja feito um estudo sobre a viabilidade e possível localização de uma estrutura de apoio aos visitantes em auto-caravanas e que, se possível, reserve condicionalmente uma verba no próximo orçamento destinada a esse investimento.”

A Associação afirma que “existem fortes razões para que a autarquia invista num equipamento destes, uma vez que, colocado nos roteiros dos milhões de utilizadores europeus proporcionará um incremento de visitantes, com todos os benefícios daí decorrentes”.

O mais recente estudo encomendado pelo Ministério do Ambiente (2008), revela que, com mais de 2 milhões de dormidas anuais o Auto-caravanismo representava cerca de 5% do total anual de dormidas do sector turístico verificadas no país, estimando-se que, anualmente, entram em Portugal mais de 50.000 autocaravanas.

“Com uma taxa de crescimento, na Europa e em Portugal, na casa dos 20% ao ano, o Auto-caravanismo é uma modalidade com grande incremento e que merece a melhor atenção das regiões com oferta turística relevante, como é a nossa”, defende a Mais Santarém.

“Esperemos que esta oportunidade perdida não signifique o abandono da intenção de equipar o Concelho com um apoio digno ao chamado Turismo Itinerante (Auto caravanismo ou simples Campismo). Seria até desejável que os munícipes conhecessem as intenções deste executivo em relação a este tema”, afirma a associação.

“Santarém, apesar de ser a única capital de distrito que não dispõe ainda de um Parque de Campismo, permitiu-se passar, uma vez mais, ao largo de uma oportunidade como esta que a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo disponibilizou, e que outros municípios mais diligentes souberam aproveitar”, lamenta a Associação.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Região

Ir para Início