Santarém em 3.º lugar no número de mortes por afogamento

Em Sociedade

Santarém é o terceiro distrito do país, a par de Aveiro, com mais mortes por afogamento, segundo o relatório da Federação Portuguesa de Nadadores Salvadores (FEPONS), respeitante ao 1.º semestre de 2019, que indica um total de 43 mortes em todo o país, uma descida de 18,9% em relação ao mesmo período de 2018.

No distrito de Santarém, registaram-se 5 mortes por afogamento nos primeiros seis meses deste ano, o que representa 11,6% do número de mortes em todo o país. Aproveitando esta chamada de atenção para o afogamento e tendo em conta, segundo os dados do Observatório do Afogamento, que no 3º trimestre de 2018 a principal causa de morte por afogamento foi decorrente de tomar banho em lazer, principalmente no interior do país, a FEPONS lançou a campanha de prevenção digital “SOS Afogamento” para o 3º trimestre de 2019. Esta campanha que difunde trimestralmente conselhos de segurança com base estatística do Observatório do Afogamento, lançou para o presente trimestre o conselho “Frequente Espaços Aquáticos Vigiados”. De uma forma geral o relatório do 1º semestre de 2019 apresenta os seguintes dados da morte por afogamento: 76,7% foram Homens; 58,1% têm mais de 40 anos de idade; 51,2% ocorreram à tarde; 32,6% ocorreram em Rios / 25,6% em Mar / 23,3% em Poços; 0% ocorreram em zonas vigiadas; A causa mais registada foi queda à água; Em apenas 9,4% das ocorrências houve tentativa de salvamento; Distritos de Faro e de Lisboa com mais registos (14%); 30,2% em junho.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Sociedade

Ir para Início