Movimento em defesa do Sorraia – Invasão de jacintos de água compromete fauna e flora do rio

Em Região

O movimento Juntos por um Rio, lançado por José Pastoria de Azevedo, professor de Educação Física do Concelho de Benavente, pretende obter o máximo de apoios, quer sejam entidades ou pessoas individuais para juntos ajudarem o rio Sorraia, ameaçado pela praga dos jacintos de ãgua.

O Jacinto de água espécie invasora incluída na lista de espécies que suscitam preocupação na União Europeia, tomou por completo o curso de Rio Sorraia entre as localidades de Coruche e Benavente, facto que José Pastoria pretende combater e dar novamente vida a este importante rio.
“Este é um problema que se tem acentuado ao longo dos anos e que infelizmente não se têm solucionado”, afirma José Pastoria. “Se no passado, as cheias anuais ajudavam na sua resolução, transportando as plantas para jusante, onde elas acabariam por morrer devido ao facto de serem expostas a salinidades mais elevadas, neste momento as cheias são muito raras e não têm água suficiente para “limpar” o rio, pois a densidade da planta é tal, que só com uma intervenção humana musculada poderá tornar possível removê-la”, adianta o ativista.

No passado dia 29 de julho José Pastoria deslocou-se ao Biscainho com o objetivo de partilhar com todos, aquele que considera ser o principal problema do rio, a invasão dos jacintos de água.

Na ponte do rio, gravou algumas imagens simples, que intitulou “A morte anunciada de um rio… Rio Sorraia” partilhando as mesmas nas redes sociais. Em poucas horas, vários milhares de visualizações (mais de 70.000), comentários e centenas de partilhas, surgiram contactos de apoio de entidades e pessoas individuais.

O apoio obtido permitiu uma divulgação desta causa de forma mais incisiva, o desenvolvimento de um site dedicado ao movimento Juntos pelo Sorraia no endereço https://juntospelosorraia.pt, página oficial Facebook e Canal Youtube.

Sandra Alcobia, bióloga, juntou-se ao movimento após analise da situação alarmante do rio Sorraia, segundo Sandra Alcobia: “Outrora navegável, o rio Sorraia atravessa nos nossos dias uma situação alarmante onde cerca de 80% da sua extensão se encontra coberta por um denso tapete de jacinto de água (Eichhornia sp), planta infestante oriunda da bacia amazónica considerada como uma das piores espécies invasoras. Estas plantas aquáticas, introduzidas principalmente para fins ornamentais, apresentam a particularidade de se reproduzirem e replicarem muito rapidamente, podendo duplicar a sua população em apenas 5 dias onde cada fragmento pode ser arrastado pela corrente e originar novos focos de invasão. Sendo favorecida por águas ricas em nutrientes, principalmente azoto, fósforo e potássio, encontra ao longo deste rio condições de excelência para a sua propagação, resultantes das actividades agrosilvo-pastoris.”

Com o objetivo de permitir analisar presencialmente a forma como  esta planta o Jacinto de água, tomou por completo o curso do Rio Sorraia, a primeira atividade já está agendada, uma caminhada no dia 15 de setembro a realizar na vila do Biscainho, as inscrições são grátis, podem ser efetuadas na plataforma https://juntospelosorraia.pt
O movimento Juntos pelo Sorraia espera que todos os que se preocupam com esta causa se possam juntar a nós, a favor do rio e contra ninguém, para que todos juntos ajudem a resolver este enorme problema.

José Pastoria de Azevedo, de 43 anos, é técnico superior de Desporto, leciona aulas a cerca de 450 alunos semanalmente, é professor das classes de Hidroginástica e ginástica da 3ª idade, bem como de todos os alunos do Pré-escolar na freguesia de Samora Correia. O respeito pela Natureza, bem como o fomento de práticas amigas do ambiente estão sempre presentes na mensagem que transmite para todos os seus alunos.
A sua ligação ao rio é muito marcante, pois começou a fazer canoagem nas suas águas desde sempre, tanto como praticante, nos anos 80, bem como quando teve uma empresa de Desporto Aventura, e aqui o Sorraia teve um papel importantíssimo pois levou a este rio centenas de pessoas, e todas ficavam maravilhadas com a sua beleza.

O seu conhecimento do território é imenso, pois como técnico de Percursos Pedestres, para além de ter criado a Rota das Lezírias, única rota pedestre implementada no Município, ajudou também a definir o Caminho de Santiago que passa em 3 das 4 freguesias do Município.
A paixão pelo exercício físico e pela família levou-o a criar um programa de Exercícios que promove a união e partilha de todos os membros da família durante a prática de exercício físico o Treino em Família.

Sandra Oliveira Alcobia é bióloga e dirige o projeto de investigação “Monitorização da comunidade de mamíferos na Unidade de Gestão Florestal da Companhia das Lezírias, S.A. e a conciliação das actividades de gestão com a preservação das espécies prioritárias”.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Região

Ir para Início