fbpx

Munições defeituosas na Escola de Polícia de Torres Novas

Em Sociedade

A notícia publicada hoje no jornal “Expresso”, com o título “Armas da PSP têm balas que não funcionam”, levou a PSP a emitir um comunicado de imprensa em que “confirma a existência de um lote específico de munições, já referenciado e identificado, no qual algumas munições apresentaram problemas de deflagração. Este lote foi distribuído e utilizado no âmbito do Plano de Formação de Tiro na Escola Prática de Polícia, em Torres Novas, pelo que não afetou a actividade operacional da PSP.”

A notícia publicada hoje refere que detetadas 24 munições que não deflagraram de um lote usado na Escola Prática de Polícia (EPP), em Torres Novas, durante as sessões de treino de tiro dos alunos.

Sobre estas declarações, entre outras referidas no mesmo artigo, a PSP informa os órgãos de comunicação social que “não foi encontrado qualquer registo oficial de reclamações sobre deteção de problemas com estas munições ou outras, além do lote referenciado e identificado, em que algumas munições apresentaram problemas de deflagração, não sendo conhecido ou sido comunicado qualquer outro problema sobre este “defeito” por parte de todo o dispositivo da Polícia. Salienta ainda que o lote de munições em questão está a ser avaliado e será substituído”.

Acesce referir que, em julho de 2019, foram fornecidas à EPP 109.000 munições cal. 9x19mm, não existindo mais nenhum registo deste tipo de problema até ao momento, para além da já identificada falha na deflagração de cerca de duas dezenas de munições.

Acresce, ainda, que, em 2017, foram adquiridas e distribuídas pela PSP 705.000 munições de cal. 9x19mm e, no ano seguinte, foram adquiridas e distribuídas 462.000 munições do mesmo calibre, não tendo, até ao momento, sido comunicada qualquer anomalia, sendo certo que, todos os anos, todo o efetivo da PSP cumpre o Plano de Certificação de Tiro, com sessões reais de tiro prático, quer em formação, quer na fase de certificação probatória.

A PSP realça que “nos anos anteriores nunca foi reportado este tipo de problema, mas que a existência pontual de munições que não deflagram, por motivos vários, num universo de  milhões de munições adquiridas, sendo uma situação de exceção, pode ocorrer”.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Sociedade

Ir para Início