Fabíola Cardoso quer agricultura amiga do ambiente e dos seus trabalhadores

Em Sociedade

Fabíola Cardoso, cabeça de lista por Santarém do Bloco de Esquerda, visitou a Alpiagra.

Alguns stands mereceram cuidada atenção e diálogos frutuosos, de que foram exemplo os relacionados com a apicultura. A importância das abelhas na vida humana e na natureza em geral foi um mote para Fabíola Cardoso afirmar ser “urgente a transição para um novo modelo de produção agrícola e pecuária mais biológico e sustentável”. O Bloco defende a “interdição de produtos especialmente danosos para as populações de abelhas, como o glifosato”.

A cabeça de lista do Bloco defende “um novo modelo adaptado às alterações climáticas, que consuma menos água, que utilize menos fatores de produção poluentes, que respeite os ritmos biológicos e o solo. Um modelo que garanta a segurança alimentar mas também a qualidade de vida de quem trabalha nos campos”.

A defesa dos direitos de todas as pessoas que trabalham a terra, nacionais e imigrantes, foi valorizada pela candidata. Fabíola Cardoso pretende que não se esqueça a importância das lutas dos trabalhadores agrícolas no tempo da ditadura.

O Bloco pretende ainda a “valorização de feiras e mercados, promovendo o consumo local” e a “limitação da produção agrícola intensiva e super intensiva, reduzindo os seus impactos negativos sobre o ambiente e a saúde humana”.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Sociedade

Ir para Início