Ministro da Educação assinala início do ano letivo em Escola profissional agrícola

Em Educação

As aulas no Ensino Básico e Secundário começam entre amanhã e sexta-feira. É a janela de calendário que o governo dá às escolas para se organizarem no arranque do ano lectivo.

Este ano, as colocações dos professores já saíram há um mês, feito único em décadas, e o reforço do número de funcionários não docentes está previsto só para daqui a mês, pelo que ainda se mantém as fragilidades neste início de período.

Note-se que a falta de auxiliares de educação foi um problema transversal à generalidade das escolas no ano letivo de 2017/2018. Problema que deverá assim ser corrigido depois de começarem as aulas.

O ministro da Educação escolheu marcar o arranque oficial do ano escolar, amanhã, com a visita a uma escola profissional agrícola no norte do país, no concelho de Marco de Canavezes, uma das 14 escolas deste tipo existentes em todo o território.

E uma das outras escolas profissionais agrícolas do país fica na Herdade da Murteira, em Mouriscas, concelho de Abrantes. A Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes tem quatro cursos que dão equivalência ao 12° ano: curso de Técnico de Produção Agropecuária, Técnico de Gestão Equina, Técnico de Recursos Florestais e Ambientais e, por último, Técnico de Turismo Ambiental e Rural. Um tipo de ensino e de alternativa pedagógica que o governo pretende valorizar com a escolha da escola onde o ministro Tiago Brandão Rodrigues e dois secretários de Estado marcam presença para assinalar o arranque do ano letivo. O ministério garante a ligação destas escolas ao tecido empresarial das regiões onde estão inseridas resulta em “elevadas taxas de sucesso escolar e de empregabilidade”.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Educação

Ir para Início