ProTejo assinala 10 anos de atividade em defesa do rio Tejo

Em Sociedade

Comemoraram-se no passado sábado, 7 de setembro os 10 anos de atividade do Movimento proTEJO – em defesa do Tejo. A data foi assinalada em Ortiga – Mação com uma significativa mobilização de grupos de cidadãos portugueses e espanhóis.

No período da manhã a sessão de boas-vindas foi feita por Vasco Estrela, presidente da Câmara Municipal de Mação e por Paulo Constantino, porta-voz do movimento proTejo, que concluiu a sessão com a leitura da Carta Contra a Indiferença. Na carta, a ProTejo evidencia a necessidade de defender um rio Tejo livre com dinâmica fluvial pela rejeição dos novos projetos de construção de novos açudes e barragens – Projeto Tejo e a Barragem do Alvito – e pela exigência de uma regulamentação daqueles que já existem de modo a garantir: um regime fluvial adequado à prática de atividades náuticas e à migração e reprodução das espécies piscícolas; um estabelecimento de verdadeiros caudais ecológicos; e uma continuidade fluvial proporcionada por passagens para peixes eficazes.

De seguida, teve lugar uma descida de canoa “7.º Vogar contra a indiferença” no rio Tejo entre a Barragem de Ortiga-Belver e a Estação das Mouriscas.

A tarde foi dedicada a uma Concentração Ibérica “Em defesa do Tejo”, na Praia Fluvial da Ortiga com a apresentação de um “Manifesto em defesa da bacia do Tejo/Tajo” e partilha de testemunhos sobre a atual situação do rio Tejo e seus afluentes, bem como da visão e de ideias sobre a defesa do Tejo entre os cidadãos, as associações e as comunidades presentes.

Esta atividade foi organizada pelo proTEJO – Movimento Pelo Tejo e contou com o apoio do Município de Mação, da Rede de Cidadania por Uma Nova Cultura da Água do Tejo/Tajo e seus afluentes, da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza e da NATURZ.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Sociedade

Ir para Início