Centro Hospitalar Médio Tejo apresenta resultados – o melhor no acesso a consultas

Em Região

No âmbito de mais uma reunião do Conselho Consultivo, do Centro Hospitalar do Médio Tejo,EPE, o Conselho de Administração apresentou os resultados assistenciais e de gestão do exercício de 2018 e apresentou ainda os dados assistenciais dos primeiros 7 meses de 2019.

Na área dos recursos humanos, o presidente do Conselho de Administração, Carlos Andrade Costa sublinhou a entrada de novos médicos com “a admissão até 31 de julho de seis médicos, e prevendo-se até ao final do ano de 2019, a admissão de mais nove médicos, o que perfaz um total de quinze novos médicos num só ano”. O CHMT, EPE, tem, a 31 de julho de 2019, um total de 1862 colaboradores no seu quadro de pessoal, aos quais acrescem os prestadores de serviço.

Ao Conselho Consultivo foi, igualmente, apresentada uma síntese dos registos assistenciais, que espelha o crescimento dos últimos anos, com maior número de consultas realizadas, mais cirurgias, mais sessões de Hospital de Dia, e com a realização, só nos primeiros sete meses de 2019 de cerca de 12.000 exames de Tomografias Axial Computorizada (TAC), na Unidade Hospitalar de Tomar.

Carlos Andrade Costa referiu que “os ótimos resultados obtidos a nível de realização exames de Tomografias Axial Computorizada justificam todo o investimento e esforço que esta Administração efetuou para a instalação deste aparelho na Unidade Hospitalar de Tomar. Por outro lado, este investimento mais que justificado, dá mais força para continuar a trabalhar para a instalação de um aparelho de Ressonância Magnética no Centro Hospitalar”.

Ainda no que respeita aos indicadores assistenciais, os números alcançados até Julho de 2019, mantêm o Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE, na primeira posição do Grupo C, que compreende 14 instituições hospitalares, de norte a sul do país, como o hospital com melhor desempenho ao nível da facilidade de acesso a consultas, com uma taxa de acessibilidade de 39,1%.

“Nos últimos três anos, o CHMT tem ocupado esta posição o que o leva a liderar cada vez mais a prestação de cuidados de saúde hospitalares no distrito de Santarém”, refere a nota do conselho de administração.

“Tais resultados só são possíveis, com a enorme dedicação, zelo e competência do conjunto de todos os seus profissionais, nomeadamente os que estão diretamente ligados à prestação de cuidados de saúde à população, frisa Carlos Andrade Costa, presidente do Conselho de Administração.

Aos elementos do Conselho Consultivo foram, ainda, apresentados os investimentos realizados em equipamentos no ano de 2018 num valor de mais de 2,5 Milhões de Euros, com destaque para a beneficiação do Serviço de Urgência Médico Cirúrgica, a aquisição do Aparelho de TAC, a construção da Sala Limpa – Unidade de Preparação de Citostáticos, a aquisição de um Manógrafo Digital; a aquisição de Videogastroscópio de alta definição; Estação de trabalho pós processamento em 3D / software e a aquisição de Microquerótomo com consola para Lasik , entre outros investimentos diversos.

Até 31 de julho de 2019 foram realizados investimentos em equipamentos de valor superior a 750 Mil Euros e estão em fase de conclusão, até ao final do ano, outros investimentos, no valor de mais de 400 mil Euros.

Na área financeira o destaque foi para a diminuição da dívida acumulada em -19,2% .

Na apresentação de resultados, na reunião do Conselho Consultivo do CHMT, EPE, presidida pelo general Valença Pinto, foram ainda focados, no âmbito da Gestão do Acesso – Articulação com os Cuidados de Saúde Primários, os protocolos de referenciação para primeira consulta hospitalar entre o CHMT e os ACES.

Encontram-se assinados e implementados os seguintes Protocolos de Referenciação: Oftalmologia, Nefrologia, Cardiologia e Pé-Diabético. Encontrando-se em fase de elaboração e aprovação os Protocolos de Referenciação de Reumatologia, Fisiatria, Hipocoagulação Oral e Saúde Mental na Comunidade.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Região

Ir para Início