Há 500 mil euros para apoiar agricultores afetados pelo fogo em Mação e Vila de Rei

Em Empresas/Região

Os agricultores com explorações afetadas pelo fogo de julho passado podem apresentar as candidaturas aos apoios disponibilizadas pelo Governo até 15 de outubro. 
A medida abrange as freguesias de Fundada e de São João do Peso, no concelho de Vila de Rei, e ainda Amêndoa e Cardigos, no concelho de Mação, freguesias com áreas agrícolas e florestais queimadas que ultrapassam 30% do território total.
No total, há 500 mil euros disponíveis, para os agricultores que cumpram determinados pressupostos. O primeiro tem a ver com o montante dos prejuízos, o segundo com a percentagem de área ardida.
Quanto às verbas, só recebem 100% do valor do prejuízo os agricultores que não ultrapassem os 5 mil euros. Os agricultores que apresentem prejuízos entre 5 mil e 500 mil euros recebem 85% do total e quem tiver entre 50 mil e 800 mil euros de prejuízo é apoiado em apenas metade.
Quanto à área ardida, só podem candidatar-se os agricultores com prejuízos acima de 30% no potencial produtivo das explorações, desde que se destinem a financiar perdas em culturas permanentes (vinha, olival e pomar), efetivos pecuários, equipamentos e maquinaria e instalações de apoio à atividade agrícola. 
O ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural diz ter atendido aos pedidos da Associação de Criadores de Ruminantes do Pinhal Interior e da Câmara Municipal de Vila de Rei para prolongamento do prazo de apresentação de candidaturas, que termina dentro de um mês.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Empresas

Ir para Início