Hospital de Santarém concluiu investimentos de 3,8 milhões de euros

Em Saúde

O Hospital de Santarém acaba de concluir dois investimentos, de 3,8 milhões de euros, na modernização dos equipamentos, e realiza agora outros dois projetos de 3,2 milhões de euros para concluir obra do novo Bloco Operatório e a nova maternidade de Santarém.

O Hospital Distrital de Santarém, EPE (HDS) concluiu dois projetos financiados pelos fundos do Portugal2020. Segundo o comunicado do HDS, trata-se dos projetos “Modernização e Inovação dos Equipamentos Clínicos”, financiado pelo ALENTEJO2020, no valor total de 3.092.158,03€; e “Desmaterialização do Processo Clínico – Modernização das Infraestruturas de Suporte” financiado pelo COMPETE2020 / SAMA2020, no valor total de 793.718,98€.

O Projeto financiado pelo Alentejo2020 permitiu: Adquirir equipamentos tecnologicamente avançados, nomeadamente um equipamento de TC no valor de cerca de 600.000€, 2 ecógrafos de última geração para ecografia obstétrica e ginecológica e 2 ecógrafos topo de gama de última geração para ecografia obstétrica, ginecológica e ecocardiografia fetal no valor de 300.000€, instalação do sistemas de AVAC no Serviço de Medicina e de Reabilitação equipamentos de Anatomia Patológica no valor de 400.000€, equipamentos para o Bloco Operatório de cerca de 750.000€, equipamentos de Cardiologia de cerca de 240.000€ e equipamentos de Gastroenterologia de cerca de 500.000€. De igual modo, veio melhorar a qualidade de diagnóstico; Reduzir o número de exames e deslocações desnecessárias dos utentes para reavaliação no exterior; Diminuir o tempo de resposta e de realização dos exames/cirurgias; e Melhorar a acessibilidade e a segurança dos doentes e dos profissionais de saúde, aumento a sua satisfação.

Segundo o HDS, “trata-se de uma clara aposta na modernização e inovação, para fazer mais e melhor, com uma orientação inequívoca para o doente e num quadro de desenvolvimento económico e financeiro sustentável”.

O Projeto financiado pelo COMPETE2020/SAMA2020 permitiu contribuir para a desmaterialização do Processo Clínico com a modernização da infraestrutura de rede, instalar a rede wireless para os utentes e para os profissionais, permitindo que qualquer utente que se dirija ao hospital tenha acesso gratuito à internet, o upgrade da storage de armazenamento de dados e o visualizador web de imagens médicas, possibilitando que todos os médicos do ACES Lezíria e hospitais do SNS tenham acesso ao Processo Clínico Eletrónico do HDS.

A nota à comunicação social refere ainda “o início agora de um novo Projeto, “Inovação e diferenciação tecnológica do Hospital Distrital de Santarém, EPE”, no valor de 3.2 milhões de euros, que permitirá a instalação de uma Ressonância Magnética e o apetrechamentos dos Blocos Operatórios, de Cirurgia de Ambulatório e de Obstetrícia.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Saúde

Ir para Início