Vai nascer um clube UNESCO em Rio Maior

Em Região

A sala da Biblioteca Dr. Alexandre Laureano Santos, em Rio Maior, esteve concorrida no passado dia 28 de Setembro, para ouvir falar de património mineiro. A iniciativa da EICEL1920, inserida nas Jornadas Europeias do Património, assinalou os 50 anos do encerramento da Mina do Espadanal.

Sob o tema “Memórias e Musealização de Espaços Mineiros”, o Professor Doutor José Manuel Brandão, especialista nas áreas do património minero-industrial, da história das geociências e da mineração em Portugal e das colecções e museus de Geologia, abriu a iniciativa com uma conferência que se iniciou com a história da exploração do carvão em Portugal, na qual explicou de seguida os destinos dessa actividade, analisou o processo de desindustrialização do país e terminou com uma reflexão sobre a importância do actual projecto de reabilitação do complexo mineiro do Espadanal. Sobre este, confessou ter  bastante “expectativa e esperança” na “nova roupagem” que ele está a ganhar, dando um novo alento à efeméride dos 50 anos do encerramento da mina.

Para José Manuel Brandão, isto prova que o “abandono e perda da memória material e colectiva” que veio na sequência do fim do ciclo de vida da mina, “também pode ser transformado em qualquer coisa de bom”. Um Museu Mineiro será assim um “instrumento para perpetuar essa memória” e “um espaço que combine de forma lúdica e pedagógica um espírito de lugar e um veículo de desenvolvimento da comunidade riomaiorense”.

Para além da conferência, a EICEL trouxe boas notícias para revelar à assistência. Manuela Fialho, Presidente da Mesa da Assembleia Geral da EICEL1920, anunciou a aprovação, pela Comissão Nacional da UNESCO, da constituição de um Clube UNESCO em Rio Maior, no âmbito do Museu Mineiro a instalar na fábrica de briquetes da Mina do Espadanal, considerando-o “um passo de gigante” no reconhecimento do trabalho da associação, que traz projecção e possibilidades de parcerias.

Os Clubes UNESCO significam um reconhecimento das entidades aderentes enquanto representantes locais do maior organismo mundial dedicado à salvaguarda do Património Cultural. Por sua vez, as instituições que constituam um Clube UNESCO comprometem-se a aderir aos ideais de respeito pela Declaração Universal dos Direitos Humanos e de diálogo entre os povos, a contribuir para a formação cívica dos cidadãos e a funcionarem como uma escola de tolerância. Existem actualmente 62 Clubes UNESCO em Portugal.

O andamento das obras do Museu Mineiro foi referido pelo Vice-presidente da Direcção, António Moreira, assinalando as intervenções em curso na antiga secção de trituração da fábrica de briquetes da Mina do Espadanal.

A tarde foi ainda preenchida pela assinatura de protocolos de doação de espólio para o Museu Mineiro e pela apresentação do número quatro da 11.ª série do centenário jornal O Riomaiorense,agora publicado online, anualmente. Contando com 21 peças diferentes, entre estudos históricos, propostas urbanísticas, biografias, opinião, textos de arquivo e fotografias, esta edição de O Riomaiorense é dedicada ao centro histórico de Rio Maior.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Região

Ir para Início