three persons playing sundry instruments at home

“Sons que transformam” – Musicoterapia no Conservatório de Ourém e Fátima

Em Ribatejo Cool

O Conservatório de Música de Ourém e Fátima desenvolve, desde 2012, o projeto “Sons que transformam”, intervenção em Musicoterapia, em parceria com Escolas e Instituições de Solidariedade Social.

O que é a Musicoterapia e quais os seus benefícios

Em 2011 a Federação Mundial de Musicoterapia (WFMT) define musicoterapia enquanto recurso à música e aos seus elementos (som, ritmo, melodia e harmonia), de forma profissional, por um musicoterapeuta qualificado, para intervir em contexto médico, educacional ou do quotidiano, em grupo, com famílias, com comunidades, ou individualmente.

A musicoterapia é uma intervenção realizada por um musicoterapeuta qualificado e resulta de um diagnóstico inicial e da implementação de planos de intervenção individual, numa abordagem de relação de ajuda.

A intervenção Musicoterapêutica permite melhorar ou manter o bem-estar das pessoas, através da participação, interação social, diminuição de agitação, redução dos sintomas depressivos, intencionalidade do discurso verbal e sua fluência, melhoria da percepção e vivência de si.

A musicoterapia tem demonstrado ser um contributo na manutenção da qualidade de vida dos participantes e são inúmeros os seus benefícios:

  • Promove a atenção e o controlo da impulsividade;
  • Reduz a tensão e ansiedade;
  • Promove a diminuição de comportamentos inadequados;
  • Promove competências cognitivas e de trabalho em grupo;
  • Facilita o relacionamento e a interação pessoal;
  • Estimula o movimento e posturas corporais corretas;
  • Promove a expressão de sentimentos e emoções;
  • Promove o desenvolvimento da fala, da linguagem e da comunicação

As sessões de Musicoterapia tanto podem ser individuais como em grupo, tendo em conta as necessidades apresentadas pelo paciente. São centradas, não só nas necessidades, mas também no potencial e capacidades de cada um.

Habitualmente, a sessão decorre com base em atividades musicais centralizadas no paciente, bem como nas suas preferências e sonoridade. As sessões têm aproximadamente a duração de 30 minutos para atendimento individual e 45 minutos em contexto de grupo.

A musicoterapia destina-se a todas as pessoas (crianças, jovens, adultos e idosos) e pode ajudar em diversas situações:

  • Gravidez;
  • Dificuldades de aprendizagem;
  • Perturbações da personalidade;
  • Perturbações do comportamento;
  • Perturbações afetiva e de humor;
  • Prevenção e estimulação precoce;
  • Défice de atenção e concentração;
  • Perturbações do desenvolvimento infantil;
  • Deficiências mentais, motoras, sensoriais e múltiplas;
  • Espectro do Autismo
  • Demências (Idosos)

Mais informações através no e-mail geralcmac@sapo.pt ou através do telefone 249 538 171.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*