Ministério Público de Santarém acusa militar da GNR de três crimes de peculato

Em Sociedade

A secção de Almeirim do Departamento de Investigação e Ação Penal de Santarém acusou um militar da GNR pela prática de três crimes de peculato alegadamente cometidos em 2015 e 2016.

Em comunicado, a Procuradoria da Comarca de Santarém afirma que o militar se apropriou de “quantias pecuniárias recebidas para pagamento de coimas resultantes da elaboração de autos de contraordenação pelos militares do posto territorial que então chefiava”.

“O valor total em causa, 560 euros, veio a ser restituído na sequência da interpelação por outros militares do mesmo posto”, afirma a nota, salientando que decorre o prazo para abertura de instrução.

O Ministério Público recorda que, sob o mesmo militar, impende uma outra acusação, deduzida em abril passado e que abrange outros três guardas, “pela prática de crimes de falsificação de documento, abuso de poder, favorecimento pessoal, coação agravada, sequestro agravado, denegação de justiça e peculato”, processo que está em fase de instrução no Juízo de Instrução Criminal de Santarém.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*