fbpx

Acidente entre dois pesados na A1 – Trânsito reaberto na auto-estrada em Santarém

Em Região

A autoestrada 1 (A1) foi reaberta ao trânsito no sentido Norte-Sul, após um acidente entre dois veículos pesados em Santarém, do qual resultou apenas um ferido ligeiro, disse à Lusa fonte da GNR.

“O trânsito foi regularizado às 05:37”, precisou a mesma fonte.

O corte na circulação deveu-se ao derrame de uma matéria perigosa identificada como soda cáustica, tendo sido chamada ao local uma unidade de controlo ambiental do regimento de sapadores bombeiros de Lisboa.

O acidente ocorreu cerca das 19:00 de quarta-feira na zona de Póvoa da Isenta e acorreram ao local mais de 40 operacionais.

Recorde-se que o acidente entre dois veículos pesados na autoestrada 1 (A1), em Santarém, obrigou ao corte da circulação desde as 19h00 , no sentido norte-sul devido ao derrame de uma matéria perigosa. Segundo o Mais Ribatejo apurou junto da GNR, a auto-estrada continuava cortada às 00h14 e ainda não havia hora prevista para a reabertura.

“Tratou-se de uma colisão rodoviária entre dois veículos pesados, que causou um ferido ligeiro. Um veículo não tinha carga, mas o outro transportava uma matéria perigosa, sendo necessária a contenção do derrame”, disse fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém.

Segundo a mesma fonte, a matéria perigosa em causa é soda cáustica, tendo sido chamada ao local uma unidade de controlo ambiental do regimento de sapadores bombeiros de Lisboa.

Segundo a GNR, o acidenteobrigou ao corte da autoestrada 1, no sentido norte-sul, devido à necessidade de se proceder à limpeza da via depois do acidente.

“Quem quiser efetuar a sua viagem na A1 deve sair para Santarém, para onde o trânsito está a ser encaminhado, seguir pela estrada nacional 3 e depois voltar a entrar na autoestrada no nó do Cartaxo”, explicou.

Para o local foram mobilizados 40 operacionais e 13 viaturas dos bombeiros municipais de Santarém, bombeiros voluntários de Santarém, regimento de sapadores bombeiros de Lisboa, GNR e Brisa.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Região

Ir para Início