fbpx
Casa do campino em Santarém acolhe o mais antigo e relevante festival nacional de gastronomia

Roteiro cultural para o fim de semana em Santarém

Em Ribatejo Cool

Este sábado, dia 2 de novembro, prossegue o 39º Festival Nacional de Gastronomia, na Casa do Campino. Com o tema “O Vinho e a Vinha”, até dia 3 de novembro, “Descubra Santarém enquanto prova Portugal”.

O Festival Nacional de Gastronomia – FNG – o mais antigo do País, apresenta 12 tasquinhas tradicionais, 4 tasquinhas de petisco, várias demonstrações gastronómicas com provas ao longo do dia, mostra de doçaria conventual e um mercado de produtos típicos que nos chegam de todo o país para adocicar ou apimentar a boca a quem nos visita. A zona de doçaria tradicional e dos agros produtos conta com 27 expositores e com 31 artesãos.

A par da programação gastronómica junta-se a animação cultural, no Pátio da Casa do Campino. Hoje, dia 2 de novembro, às 22h00 atuam os Três Bairros (Guilherme Madeira, João Correia e Ricardo Gama).

Este ano o Festival volta a apresentar o triunfante “BANQUETE”, mais do que uma refeição, uma experiência ou, por outras palavras, uma experiência gastronómica e sensorial futurista… em que a mesa de refeição é comum: jantar para 30 pessoas cada, que ficam nas mãos de conceituados chefes Nacionais e Internacionais: Justa Nobre, no dia 2 de novembro.

O visitante vai poder provar vinhos, ouvir conversas sobre os mesmos e usufruir de múltiplas receitas em cuja composição entra soberano para delícia dos palatos. O Festival convida à descoberta das melhores iguarias da Gastronomia Portuguesa, este ano, acompanhadas pelos mais preciosos néctares do nosso País.

Durante 10 dias comemora-se a gastronomia portuguesa, através duma viagem pelos sabores mais ricos do nosso território.

O FNG está de portas abertas, no dia 2 de novembro, das 12h00 à 01h00, e no dia 3 de novembro (último dia do Festival), das 12h00 às 22h00.

O Bilhete Individual custa 2,5 euros e pode ser adquirido na Bilheteira do Festival Nacional Festival de Gastronomia, junto à Casa do Campino. O parque de estacionamento é gratuito.

Mais informações em: http://www.festivalnacionaldegastronomia.pt


Este sábado, a partir das 11h30, prossegue a 2ª edição da Feira Multisetorial (entradas livres), no Pavilhão das Festas de Amiais de Baixo, que conta a participação de expositores de diversas empresas e ramos de atividade. Às 12h00 tem início o serviço de Almoços. Pelas 15h00, tem lugar a Conferência Industrialização Rural.

Às 16h30 há Aula de Zumba com Gladmaster Gym17h30 há Prova de vinhos by “Garrafeira Divinium”. Os jantares têm início às 19h30 e a partir das 22h00, há animação com o Dj Rex. A Feira encerra às 22h30.  A partir das 00h30, há música com o Dj Kaya.

Das 15h00 às 23h00, decorre o Festival de Patinagem Artística, no Pavilhão Municipal de Santarém, organizado pelo Hóquei Clube de Santarém. Entradas gratuitas.

Às 22h00 há Baile com Valter Fernandez, na Sociedade de Recreio e Educativa da Romeira, integrado nas comemorações do 87º Aniversário da Sociedade de Recreio e Educativa da Romeira.

Domingo:

Este domingo, dia 3 de novembro, aproveite o último dia para visitar o 39º Festival Nacional de Gastronomia, na Casa do Campino. Com o tema “O Vinho e a Vinha”, até dia 3 de novembro, “Descubra Santarém enquanto prova Portugal”.

O FNG está de portas abertas até dia 3 de novembro (último dia do Festival), das 12h00 às 22h00.

O Bilhete Individual custa 2,5 euros e pode ser adquirido na Bilheteira do Festival Nacional Festival de Gastronomia, junto à Casa do Campino. O parque de estacionamento é gratuito.

Mais informações em: http://www.festivalnacionaldegastronomia.pt

A decorrer:

Até dia 31 de outubro, visite a Mostra Bibliográfica “As Artes”, na Biblioteca Municipal Braamcamp Freire, patente de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00.

As Artes, é uma expressão que designa manifestações artísticas que podem ser de ordem estética ou comunicativa e numa grande variedade como: a escultura, a pintura, arquitetura, desenho, música, dança, escrita, teatro e cinema.

As artes nos dias de hoje desfrutam de uma ampla difusão e preservação do legado artístico da humanidade ao longo da sua História e são uma parte da cultura que atrai e envolve a sociedade civil e que nos permite a todos viver e experienciar outras dimensões da vida quotidiana.

De 2 a 30 de novembro, visite a Exposição Bibliográfica “Vamos ler… Bernardo Santareno – 99º aniversário natalício”, na Sala de Leitura Bernardo Santareno. Patente de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00 e aos sábados, das 09h30 às 12h30.

Comemoramos no dia 19 de novembro de 2019, noventa e nove anos (99) do nascimento de Bernardo Santareno, pseudónimo de António Martinho do Rosário.

Natural de Santarém, médico, escritor e um dos maiores dramaturgos portugueses, Bernardo Santareno foi uma notável figura na área do teatro.

Publicou 16 peças de teatro, que na sua maioria versam a temática do respeito pela liberdade, a luta contra a discriminação quer política, racial ou sexual. Bernardo Santareno como homossexual discreto, abordou ainda nas suas obras o tema da homossexualidade “O Pecado do João Agonia” (1961) e a “Vida Breve em três fotografias” (1979) um tema bem difícil face aos preconceitos morais e sociais da época.

De 4 de novembro a 30 de dezembro, visite a Mostra Documental – “Falam documentos de outras eras”, na Biblioteca Municipal Braamcamp Freire, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00.

Conta que o provedor/ manda rever a Reque-/rimento de francisco godinho/ tesoureiro. (1596).

Ano do nacimento de noso Senhor Jeshus  xcrispto / de mil equinhentos eno venta eseis anoz/ aos trinta ehum dias do mêz de maio do/ dito ano nesta villa de Santarem nas poa/jadas do coregedor diogo de macedo dal/Bo querque do deS embargo del Rei nozo Senhor/ e seu coregedor  comalcada  em esta villa/ e sua comarqua que era servido prove/ dor em ella mandoa fazer elle prove/ dor fazer este auto emcomo Francisco godi/nho tesoureiro lhe  fez apetição Junta nes/te libro em como se lhe devia dous mil e/ sete sentos eoitenta eoito reis que lecenceado Bel/ chior tavares sindicante da Residencia/ do lecenceado lopo pimenta mandoa ao dito tisoa/reiro pagase ao  dito lecenceado lopo pimen/ta e escripvão epor teiro epor a char que  não/ estavão pagos nem levados em conta ao dito/ tesoareiro […].1.

A administração municipal, na Idade Moderna, era caraterizada pelo controlo rigoroso do Poder Central, em relação às contabilidades locais periféricas. Anualmente, o provedor fazia chegar a si, os livros de receita e despesa da câmara municipal, de forma a impedir alguma espécie de corrupção, razão pelo qual o tesoureiro requere ao provedor, para autorizar o pagamento de um serviço que não estava contabilizado, nem registado em livro, para pagamento. O tesoureiro era à época, um oficial de elevado estatuto na administração municipal. Sobre ele recaia a responsabilidade e administração financeira do município e não com o poder de dispor das finanças locais como bem entendia. Havia que recolher os impostos, diretos e indiretos, contabilizar os reais e devolve-los à administração régia. Todo o seu exercício era inspecionado, também era chamado ao senado para apresentação das contas e por sua vez, como já foi referido, à Administração do Concelho, que neste caso era o Provedor da Comarca, instituição satélite do poder central.

1 Livro de Receita e despesa. fólio 200. (1592-1597). (AHCMSTR).

De 4 a 29 de novembro, visite a Mostra Bibliográfica “Dia Internacional para a eliminação da violência contra as Mulheres – 25 novembro”, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00, na Biblioteca Municipal Braamcamp Freire.

O Dia Internacional para a eliminação da violência contra as Mulheres comemora-se a 25 de novembro, uma efeméride celebrada em todo o mundo desde 1999.

Esta comemoração visa alertar toda a sociedade para os casos de violência contra as Mulheres – maus tratos físicos ou psicológicos, um problema que afeta não só os adultos, mas também já a classe mais jovem. Em Portugal, cerca de 80% das pessoas que reportaram ser vítimas de violência doméstica são mulheres. Em 2019, foram registadas até à presente data 29 mortes por violência doméstica, um número já superior ao ano transato de 2018.

Até dia 30 de dezembro, visite a Exposição Coleção de arte contemporânea ‘Manuela de Azevedo’, na Biblioteca Municipal Braamcamp Freire, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30. Destaque trimestral para uma obra da autoria de Francisco de Almada: “Casario”, Serigrafia a cores s/ papel, 1983.

Na Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire encontra-se em exposição parte do espólio artístico da jornalista Manuela Ferreira de Azevedo, doado à Câmara Municipal de Santarém no final da década de 80, espólio esse que contempla reconhecidos artistas nacionais e internacionais.

Até dia 24 de dezembro, visite a Exposição “Urbanidade: 150 anos de elevação a cidade”, na Casa do Brasil. A Mostra pode ser visitada de terça-feira a sábado, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30 (encerra: domingos, segundas e feriados).

Nos últimos 150 anos Santarém procurou acertar o passo com outras cidades médias, no intuito de se afirmar como capital de distrito. Fortemente afetada pelas invasões francesas e pelas lutas liberais, foi-se modernizando ao sabor das novidades comerciais, artísticas, arquitetónicas e culturais do país e do mundo.

Com recurso a objetos, imagens e filmes, a exposição Urbanidade procura explorar as principais conquistas da jovem cidade, nos domínios do abastecimento e do saneamento público, dos transportes e comunicações, da cultura e do desporto, do ordenamento do território e do urbanismo, da educação e da saúde, dos espaços verdes e equipamentos coletivos e da defesa, segurança e proteção civil, recriando ambiências de um passado ainda bem presente na memória dos seus habitantes, lançando as bases para uma reflexão do seu futuro coletivo.

Tags:

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Ribatejo Cool

Ir para Início