fbpx

Dança Contemporânea – Marco da Silva Ferreira traz Brother ao palco do Teatro Virgínia

Em Ribatejo Cool

O coreógrafo e bailarino Marco da Silva Ferreira apresenta o seu espetáculo «Brother» no dia 16 de novembro, sábado, a partir das 21h30, no Teatro Virgínia.

«Se em Hu(r)mano se abstratiza e se formaliza a dança contemporânea urbana, em brother olho para uma ancestralidade comum e procuro pontos de afinidade e similaridade que sobreviveram às passagens geracionais e que estão reminiscentes nos corpos e na dança que ainda hoje se desenvolve. O que procuramos juntos através da dança?

Brother compõe-se através do mimetismo constante entre os intérpretes que é gerador de movimento, comportamentos e padrões. Desenvolve-se vocabulário não-verbal que se regenera e se transforma ao longo do tempo através de compromissos ou desbloqueadores que individualmente cada um manifesta. Surgem e desvanecem pontes móveis entre o agora e o longínquo. À macro-escala éuma reflexão sobre herança, memória, códigos, processo de aprendizagem e transmissão. brother é também um incómodo “bother”. Uma tentativa de pulsar comum, uma sensação de pertença e de afeto, um eco de forças externas, e no fundo, uma assumida fragilidade pela constatação de perda e finitude. Um pernoitar por este lugar que se faz fazendo.» refere o coreógrafo na sinopse do espetáculo.

Marco da Silva Ferreira  nasceu em 1986. Graduado em fisioterapia, é intérprete profissional desde 2008 tendo trabalhado com André Mesquita, Hofesh Shechter, Sylvia Rijmer, Tiago Guedes, Victor Hugo Pontes, Paulo Ribeiro,
entre outros.
Como coreógrafo estreou-se em 2012 com Nevoeiro 21, e desde então, apresentou: Réplica… éplica… éplica (2013) em maisImaginarius tendo sido este site-specific galardoado pelo festival;
Por minha culpa minha tão grande culpa (2014) cocriação com Mara Andrade; HU(R)MANO (2014) foi um trabalho com destaque no panorama artístico e projetou o artista no circuito internacional, contando já com uma digressão nacional e internacional vasta;

Land(e)scape (2014) uma peça multidisciplinar para Imaginarius2014 em colaboração com Ana Guedes (arquitetura sonora) e Marta Angelozzi (artes visuais); BROTHER (2017) é o seu mais recente trabalho e começa a ecoar nos circuitos nacionais e internacionais. Paralelamente fez assistência coreográfica da peça Hamlet (2014) da Mala Voadora e em Veraneantes (2017) de Nuno Cardoso; foi também assistente artístico de Victor Hugo Pontes nas criações
Se alguma vez precisares da minha vida, vem e toma-a e Carnaval (ambas de 2016).

Os bilhetes têm o custo de 7,5€, sendo aplicáveis descontos. Podem ser adquiridos ma bilheteira local (segunda a sexta das 15h às 18h30), nos pontos de venda Fnac e Worten e online em www.bol.pt.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Ribatejo Cool

Ir para Início