Domingo, Setembro 25, 2022
spot_img
InícioCiênciaSítio arqueológico de Vila Nova de São Pedro recebeu mais “Dia Aberto...

Sítio arqueológico de Vila Nova de São Pedro recebeu mais “Dia Aberto no Castro”

Dia aberto incluiu inauguração do Painel Informativo no Castro e assinatura do protocolo de colaboração entre o Município de Azambuja, a União de Freguesias e a Associação de Arqueólogos Portugueses.

O sítio arqueológico de Vila Nova de São Pedro, pertencente à União de Freguesias, concelho de Azambuja, recebeu mais um “Dia Aberto no Castro”, no dia 24 de julho. A iniciativa era dirigida a toda a população e comunidade e decorreu no âmbito da efeméride do Dia Internacional da Arqueologia.

À semelhança dos anos anteriores, realizaram-se visitas guiadas ao Castro de Vila Nova de São Pedro, onde todos puderam visitar a campanha de escavação deste ano.

Este ano foi inaugurado o Painel Informativo do sítio arqueológico de Vila Nova de São Pedro, onde é possível a qualquer visitante, com a ajuda de um telemóvel, aceder a toda a informação disponível do Castro.

Neste mesmo dia, foi lançado o site vnsp.arqueologos.pt, que pretende ser um repositório de toda a informação sobre o sítio calcolítico de Vila Nova de S. Pedro e do projeto VNSP 3000, e onde é possível acompanhar o desenvolvimento do projeto e seguir os trabalhos arqueológicos.

Neste dia decorreu também, a assinatura do Protocolo de Colaboração entre o Município de Azambuja, a União de Freguesias de Manique do Intendente, Vila Nova de São Pedro e Maçussa e a AAP – Associação de Arqueólogos Portugueses.

A assinatura deste protocolo visa a promoção do estudo, preservação, conservação e divulgação do Castro de Vila Nova de S. Pedro, através da partilha de recursos humanos, técnicos e materiais. Com este protocolo, a Associação de Arqueólogos Portugueses compromete-se a realizar trabalhos de investigação, conservação, restauro e musealização do sítio arqueológico; realização de trabalhos de limpeza na área envolvente ao monumento, bem como, a dinamização e promoção de visitas ao Castro de Vila Nova de S. Pedro, e ao Museu Arqueológico do Carmo, onde se encontram depositados materiais arqueológicos do sítio. O Município de Azambuja, compromete-se a conceber e colocar mobiliário urbano, estabelecendo o percurso até ao Castro, contendo sinalética informativa, bem como sinalização de orientação e de carácter turístico-cultural; e promover a criação de um centro interpretativo, que enquadre os visitantes no contexto das sociedades pré-históricas. Em conjunto com a União de Freguesias, a Câmara Municipal, compromete-se, ainda, a apoiar financeiramente as campanhas de verão, nomeadamente a alimentação das equipas técnicas e a realização de atividades de arqueologia destinadas ao público, como por exemplo, o dia aberto. Refira-se que o Castro de Vila Nova de São encontra-se classificado como Monumento Nacional, desde 1971.

Este ano, as crianças que participaram nesta edição das férias ativas de verão, promovidas pelo município, estiveram presentes e interagiram nas atividades do “Dia Aberto” no Castro. A BICA – Biblioteca Itinerante do Concelho de Azambuja, esteve também presente, com um destaque bibliográfico referente ao Castro, disponível para consulta no próprio local. Na parte da manhã decorreu a hora de um conto, com uma lenda da localidade de Vila Nova de São Pedro – “A lenda do sardão de dois rabos”, adaptada e apresentada por Miguel Ouro.

Refira-se, que esta iniciativa é uma organização do projeto “VNSP 3000 – Vila Nova de São Pedro, de novo – no 3º milénio”. É um projeto com diversas valências e campo de ação, cujo principal objetivo é promover a valorização científica, patrimonial e social do povoado fortificado. Este projeto é da responsabilidade de uma equipa de arqueólogos da Associação dos Arqueólogos Portugueses (AAP), UNIARQ – Centro de Arqueologia, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FL-UL) e da Fundação para Ciência e Tecnologia (FCT), tendo o apoio da Câmara Municipal da Azambuja e da União das Freguesias de Manique do Intendente, Vila Nova de São Pedro e Maçussa. Nos trabalhos participam alunos da licenciatura e mestrado da FL-UL.

Esta iniciativa do “Dia Aberto” no Castro, tem tido como principal objetivo divulgar o trabalho desta equipa, bem como potenciar a aproximação da população local, e do público em geral, ao importante património que é o povoado Calcolítico de Vila Nova de São Pedro.

Receba a newsletter com as notícias do Ribatejo

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

Também pode ler

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe o seu comentário!
Por favor, escreva seu nome aqui

pubspot_img

Artigos recentes

spot_img

Comentários recentes

spot_img
Feedback
Feedback