José Cid ganha Grammy Latino

Em Ribatejo Cool

José Cid vai receber um Grammy por Excelência Musical, atribuído pela Academia Latina, foi esta quinta-feira anunciado. O músico da Chamusca junta-se a Joan Baez (Estados Unidos), Omara Portuondo (Cuba), entre outros, que irão receber o prémio que será entregue durante uma cerimónia no Waldorf Astoria Las Vegas, a 13 de novembro.

O Prémio à Excelência Musical, já atribuído a Carlos do Carmo em 2014, é concedido a artistas que fizeram contribuições de significado artístico excecional para a música latina.

“José Cid adaptou sem esforço a influência da música popular anglo-saxónica ao estilo original do pop-rock português. Em 1956, o surgimento de sua banda cover Os Babies marcou um momento de ‘antes e depois’ para o pop-rock em Portugal. O seu grupo seguinte, o Quarteto 1111, criou as bases do rock português, com uma forte tonalidade psicadélica, como denotou o enorme sucesso de 1967 ‘A Lenda De El-Rei D. Sebastião’. Continuando como artista solo, em 1978 lançou ‘10000 Anos Depois Entre Vénus e Marte’, considerado uma obra prima do rock progressivo. (…) Com dezenas de sucessos, continua a ser uma grande atração em concertos em Portugal, lançando novas músicas e álbuns ao vivo”, pode ler-se no comunicado da Academia.

Reagindo ao prémio, José Cid afirma que “este é um reconhecimento que o público português nunca me negou! Antes pelo contrário! Estou também feliz porque o pop/rock português, sempre tão impossibilitado de atravessar fronteiras, é reconhecido a este nível”.

Numa mensagem na rede social Facebook, o músico ribatejano já reagiu ao prémio, considerando que é o mais importante “de pouco mais de 50 anos de carreira como músico e poeta”.

“Estou também feliz porque o pop rock português, sempre tão impossibilitado de atravessar fronteiras, é reconhecido a este nível. Parabéns a todos os meus colegas que escrevem e cantam em português”, salienta, elogiando o reconhecimento que sempre recebeu do público português.

Além de José Cid, também Eva Ayllón, Joan Baez, Lupita D’alessio, Hugo Fattoruso, Pimpinela, Omara Portuondo e José Luis Rodríguez “El Puma” vão ser distinguidos com o mesmo galardão, enquanto Mario Kaminsky vai receber o prémio da Direção.

“Tenho um grande prazer em homenagear um grupo de pessoas notável e homogéneo com os Prémios à Excelência Musical e da Direção deste ano”, disse Gabriel Abaroa Jr., presidente da Academia Latina da Gravação.

Gabriel Abaroa Jr. referiu que está “ansioso” por distinguir os vencedores.

“Cada uma destas lendas continua a deixar a sua marca no mundo da música latina através do seu talento e paixão por criar sons que vibram em todas as nossas comunidades e ajudam a construir nossa música por décadas”, salientou.

Na página oficial da Academia Latina de Gravação é referido, num pequeno texto dedicado ao músico português, que José Cid, de 77 anos, “adaptou sem esforço a influência da música popular anglo ao estilo original do pop rock português”.

“Em 1956, o surgimento de sua banda cover Os Babies marcou um momento de ‘antes e depois’ para o pop rock em Portugal. O seu próximo grupo, o Quarteto 1111, criou as bases do rock português, com uma forte tonalidade psicadélica e lançamentos inovadores, como o enorme sucesso de 1967 ‘A Lenda De El-Rei D. Sebastião’. Continuando como artista a solo, em 1978 lançou ‘10000 Anos Depois Entre Vénus e Marte’, considerado uma obra-prima do rock progressivo”, salienta a mensagem da Academia.

O texto acrescenta que José Cid tem “dezenas de sucessos”, continuando a ser “uma grande atração em concertos em Portugal”.

Concerto em Glória do Ribatejo

Na Tour 2019, José Cid tem incluído um espetáculo já no dia 25 de agosto, às 22h30, na Glória do Ribatejo.

Presidente Marcelo, ministra da Cultura e primeiro-ministro felicitam músico ribatejano

A Ministra da Cultura, Graça Fonseca, felicita o músico José Cid pelo Grammy Latino de Excelência Musical. “O excecional percurso de José Cid faz parte do cancioneiro nacional pop. As suas canções atravessam gerações e são uma referência no panorama musical, montra inovadora que marcou o pop rock em Portugal”, refere a nota da ministra da Cultura.

“O reconhecimento internacional é também o reconhecimento de uma inventividade linguística atenta aos fenómenos musicais do seu tempo, que permite à música portuguesa, e à sua história, dialogar com um território mais vasto como é o espaço latino”, conclui a ministra Graça Fonseca.

Em mensagem no Twitter, o primeiro-ministro disse “se o Cid já era um dos mais popoulares artistas da música portuguesa, este importante prémio reconhece que o seu contributo é além fronteiras”.

O Presidente da República felicitou pessoalmente José Cid por chamada telefónica a partir de Lagos, pela “atribuição do muito merecido Grammy Latino por Excelência Musical”. Na página oficial da Presidência, Marcelo Rebelo de Sousa sublinha a importância de José Cid no panorama da música nacional e internacional, ao longo de uma brilhante de seis décadas, agora justamente reconhecida. É um justo motivo de orgulho para o premiado e para os portugueses”.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Ribatejo Cool

Ir para Início