Entroncamento aprova orçamento de 21,3 milhões de euros para 2020

Em Região

O orçamento da Câmara do Entroncamento para o ano de 2020 é de 21,3 milhões de euros, mais 2 milhões de euros do que o deste ano (10,8%), com 7,8 milhões de euros destinados a investimento.

O documento foi aprovado na semana passada, na reunião do executivo municipal, com cinco votos a favor (PS e BE) e dois votos contra (PSD), e será submetido à reunião da Assembleia Municipal que deverá acontecer antes do final do mês.

O presidente da Câmara do Entroncamento (no distrito de Santarém), Jorge Faria, disse hoje à Lusa que o orçamento para 2020 contempla um conjunto de projetos com financiamento comunitário já em execução ou a iniciar no próximo ano, crescendo devido a esses investimentos.

Em particular, referiu a infraestruturação do novo parque empresarial do concelho, com 19 hectares, um investimento de cerca de 1,6 milhões de euros, que se juntará à atual zona industrial, aumentando a atratividade para a fixação de empresas.

“É um orçamento com um foco grande no desenvolvimento económico, criação de emprego e inovação, mas também apostado na coesão social, com o aumento dos apoios e da integração das comunidades desfavorecidas, a que se junta a sustentabilidade e a requalificação urbana”, disse.

O autarca destacou a inscrição dos dois projetos que faltam para concluir o Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), a requalificação de espaços públicos, no valor de 1,4 milhões de euros e que apenas aguarda visto do Tribunal de Contas para avançar, e o que visa as comunidades desfavorecidas, de 1 milhão de euros, que está em fase de preparação de procedimentos para lançamento de novo concurso, uma vez que o anterior ficou deserto.

O documento inclui ainda o investimento na nova esquadra da PSP, no valor de 1,4 milhões de euros, a realizar com o Ministério da Administração Interna, que deverá ficar concluída em 2021.

Também de 1,4 milhões de euros é o investimento previsto para acabar com as perdas de água na rede de abastecimento do concelho, num projeto de eficiência hídrica que apenas aguarda aprovação da candidatura a fundos comunitários, disse, acrescentando, ainda nesta área, a conclusão do arranjo das margens da albufeira do parque do Bonito.

Jorge Faria afirmou que, no âmbito da eficiência energética, vai prosseguir a substituição das luminárias por led na iluminação pública (já realizada a 60%) e o investimento nas piscinas municipais.

O autarca adiantou que a conclusão da intervenção no cineteatro S. João, que será inaugurado no próximo dia 24, dia do concelho, reforça a aposta na programação cultural em 2020, em articulação com o Centro Cultural, numa primeira fase recorrendo exclusivamente a meios do município.

O PSD justificou o voto contra elencando as propostas que apresentou para o orçamento e criticando as opções da maioria socialista, que considera ficarem “muito aquém das necessidades” das populações.

O Bloco de Esquerda salientou a inclusão de algumas das propostas do partido no orçamento, como o reforço do apoio ao movimento associativo e o projeto para uma nova biblioteca.

Com 20.000 habitantes e duas freguesias, o concelho do Entroncamento é liderado por uma maioria socialista (45,4% dos votos e quatro eleitos), contando ainda o executivo com dois eleitos do PSD (25% dos votos) e um do BE (12,2%).

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Região

Ir para Início