Programa de hospitalização domiciliária é alternativa ao internamento hospitalar em Abrantes

Em Saúde

O salão nobre dos Paços do Concelho de Abrantes foi o local escolhido pelo Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) para a divulgação do Programa de Hospitalização Domiciliária da unidade Abrantes junto de várias entidades do setor social do concelho de Abrantes com a resposta de ERPI- Estrutura Residencial Para Idosos, durante uma reunião realizada no dia 20 de novembro.
Carlos Andrade Costa, presidente do Conselho de Administração do CHMT, explicou que este modelo de prestação de cuidados ao doente na sua casa é uma alternativa ao internamento hospitalar convencional que está a funcionar há cerca de um ano. Como apresenta bons índices de satisfação por parte dos doentes e cuidadores, ao nível da qualidade e da segurança, o CHMT entende estarem reunidas as condições para alargar este modelo a utentes de instituições do setor social.
A diretora do serviço de Medicina Interna, Fátima Pimenta, clarificou os benefícios associados a estes cuidados de saúde “mais humanizados” e explicou como é feita a seleção dos doentes. O regime de acompanhamento do doente no domicílio é feita em regime de visitas diárias, todos os dias do ano, sendo que em caso de necessidade os profissionais de saúde podem deslocar-se ao local mais do uma vez no mesmo dia.
Presente nesta apresentação esteve também o diretor da Segurança Social de Santarém, Renato Bento.
Celeste Simão, vereadora da ação social, evidenciou o benefício deste programa na linha da proximidade às pessoas e disponibilizou os meios da Rede Social para colaborar na articulação com as diversas entidades.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Saúde

Ir para Início