Natação – CLAC Entroncamento com campeões distritais

Em Desporto

Decorreu nos passados dias 23 e 24 de novembro, na piscina municipal de Tomar os Campeonatos Distritais de Absolutos e a Jornada de Apuramento no escalão de Infantis. Nesta competição participaram 216 nadadores em representação de 15 clubes, prova organizada pela ANDS, com arbitragem a cargo do seu conselho regional.

A equipa do CLAC apresentou-se em bom plano, tendo alcançado 2 pódios ambos obtidos pelo nadador Luís Viana, com ouro nos 100 bruços e prata nos 50 bruços.

A nível individual:

Francisco Apolónio Alexandre foi o nadador que mais Recordes Pessoais obteve num total de nove entre passagens e tempos finais sendo juvenil e a competir com juniores e Séniores teve um excelente desempenho especialmente aos 50 livres e 100 mariposa.

Diogo Antunes obteve 2 recordes pessoais aos 50 e 100 bruços a evoluir bastante tendo em conta que começou muito tarde a sua prática competitiva (apenas com 2 anos de competição), mas a continuar assim poderá atingir outros patamares.

Miguel Barroqueiro um dos “dinossauros” da equipa, sempre pronto para ajudar o clube a contribuir com a sua experiência na ajuda aos mais novos, nadou abaixo dos seus melhores tempos, mas sendo um atleta trabalhador foi muito positiva a sua prestação.

Rafael Gomes – quatro provas nadadas 4 recordes pessoais 100, 200 e 400 livres 100 mariposa, venceu 3 provas no escalão de infantil e foi 2ª noutra. Tempos fantásticos e merecidos fruto do seu empenho máximo nos treinos, muito próximo dos mínimos de acesso aos campeonatos nacionais.

João Rosa o “2º dinossauro” da equipa também ele trabalhador atleta engenheiro de profissão a treinar 2 a 3 vezes por semana um exemplo para todos, ainda assim com recorde pessoal aos 200 livres, melhorando o seu tempo em 1,6 segundo (tempo atual 2:08,45 anterior 2:09,71.

Ivo Serra– Em grande evolução obteve 2 recordes pessoais nos 50 e 200 livres.

João Simões – em estreia absoluta pelo CLAC e também a fazer o seu estágio profissional treina 2 vezes por semana, mesmo assim obteve 3 recordes pessoais.

José Sousa – a treinar também muito pouco estudante universitário realizou várias provas muito próximo dos seus melhores tempos, realizou a sua melhor performance aos 50 livres onde igualou o seu antigo recorde pessoal.

João Afonso GoncalvesTambém estudante universitário com pouco treino no físico veio trazer experiência aos mais novos, esteve um pouco longe dos seus melhores dias, fez a sua melhor performance na prova de 50 livres.

Luís Viana – “O dinossauro Mor” o mais velho da equipa, médico de profissão e que ainda consegue treinar, venceu os 100 bruços, foi 2º aos 50 bruços e 4º classificado aos 200 bruços. Realizou ainda recorde pessoal aos 50 mariposa, fez prestações sempre acima dos 90% de eficácia, um exemplo a seguir.

Joana Patrícia Antunes (JP) – Foi a nadadora mais versátil nadou bruços 50,100 e 200, nadou mariposa 200, nadou estilos 200, nadou os 100 livres, foi a 2ª na hierarquia dos recordes pessoais obteve 9 no total com relevo para os 50 e 100 bruços e na abertura da estafeta de 4×100 livres onde obteve o tempo de 1:08,78. A evoluir muito nas técnicas alternadas crol e costas e que é muito significante para a abordagem das provas de estilos.

Matilde Nabeiro Monraia – Realizou um excelente campeonato, obteve 8 recordes pessoais entre passagens e tempos finais. Outra nadadora que iniciou a prática bastante tarde em grande evolução e aos poucos começa a impor-se. Grande melhoria aos 200 bruços, 100 e 200 costas.

Marta Chambel Dias – Depois de tudo o que aconteceu!!! obteve 4 recordes pessoais, 2 vezes aos 50 bruços onde foi 5ª na geral absoluta, RP aos 100 bruços 4ª classificada e foi 5ª classificada aos 200 bruços com RP.

Maria Inês Esteves – nadou apenas 2 provas a única infantil do CLAC a participal obteve 5 recordes pessoais. Nos 50 e 100 livres na passagem e aos 200 como tempo final. Na prova de 200 bruços fez também recorde pessoal na passagem dos 100 e no tempo final também.

Erna Sabanovic – A melhor deste campeonato com a obtenção de 10 recordes pessoais entre passagens e tempos finais. Destaque para as 200 costas RP 2:46.54 e 100 livres pela 1º vez abaixo de 1:10 fez 1:09,99. Nos 100 costas bateu por 3 vezes o seu próprio recorde. Na passagem aos 200 fez (1:19,51) na prova individual (1:17,06) e na estafeta de 4×100 estilos (1:17,05). A sua melhor performance foi aos 50 costas com novo recorde pessoal (35,83).

Barbara Maia Freitas – foi a nadadora que mais provas nadou obteve 2 recordes pessoais aos 50 costas (35,18) e 50 mariposa (35,20). Realizou também um excelente tempo aos 50 livres ficando a escassos 14 centésimos do seu recorde pessoal. Todas as suas performances foram acima dos 92% de eficácia, é uma nadadora muito versátil e que a pouco e pouco começa a conhecer melhor o que consegue fazer. Continua a treinar bem e poderá no futuro próximo especializar-se em provas mais curtas.

Joana Silva Antunes – nadou 3 provas neste campeonato ficando um pouco longe dos seus melhores tempos.

Mesmo sem muitos pódios a equipa do CLAC esteve muito bem com prestações de bom nível. A equipa realizou um total de 60 recordes pessoais com uma média de eficácia de 96%. Apesar de todos os condicionalismos bem conhecidos por todos, continua a ser a única equipa sem treinos bi-diários e a única que representa verdadeiramente a cidade do Entroncamento. Por último agradecer aos pais dos atletas pela disponibilidade e por deixarem os vossos “filhos” entregues ao CLAC. Também de realçar que o nível de desempenho escolar destes minis atletas é excelente e que o desporto tem uma missão a cumprir no desenvolvimento psíquico, físico de cada criança jovem. Colocar o desporto acima de tudo não é uma missão é uma decisão de cada um.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Desporto

Ir para Início