fbpx

Dança contemporânea – Seller Danza estreia Transeuntes no Centro Cultural do Cartaxo

Em Ribatejo Cool

Seller Danza estreia Transeuntes, espetáculo de dança contemporânea, estreia no palco do Centro Cultural do cartaxo no dia 14 de dezembro, sábado, às 21h30

Transeuntes

Baseado em factos reais, três histórias sobre textos de Fernanda Botelho. Três mulheres. Três nomes de mulheres. Três idades da vida. Três epítetos. Três pedaços de vida. Mulheres com essência de homens, definitivamente seres vivos com simbiose das almas. Fernanda, Teresa, Joana. Essência de uma trilogia, aglomeração de vidas entrelaçadas através de um encontro inesperado. A destempo e fora de ritmo, o que é o mesmo que dizer o “Baile dos Malditos”, ou neste caso, As Malditas.

Fernanda, observadora de momentos alheios ou próprios. Construtora de fábulas, testemunhos guiados por uma mão implacável e, ainda assim escritas com o coração. Decidiu ficar discreta feita leoa adormecida. Teresa Anónima, protagonista daqueles que a cercavam, anónima e ao mesmo tempo grande, eloquente e poderosa. Finalmente derrotada como tantas Teresas. Foi então que decidiu parar de ficar adormecida, para dormir eternamente. Juana, de acordo com as outras mulheres, gostava dos assuntos dos homens, direta, lutadora, revolucionária e invicta. Decidiu não ser discreta e tornar-se a rainha dos medos.

Histórias de mulheres portuguesas e espanholas que, afinal, partilham a mesma essência.

O espetáculo decorre entre três dimensões e três vidas num momento em que Espanha está submersa num apocalipse e Portugal é o bálsamo que ajuda a acalmar a ferida. Um passado que se cruza com um tempo português mais jovem, mas com repressões que esgotam os espíritos amigos da liberdade de expressão. Finalmente, uma dimensão que só encontramos dentro do coração das pessoas, que é passado, presente e futuro, homem e mulher.

Fernanda Botelho (1926 – 2007) surge em volume com um livro de poemas – As Coordenadas Líricas (1951); textos seus, em poesia e em prosa, encontram-se em revistas como Graal e Távola Redonda. Entre 1957 e 2003 vão sendo editados os romances e novelas que constituem a sua obra ficcional, marcos do panorama literário do seu tempo, como foi reconhecido por prémios prestigiados atribuídos em 1961 (A gata e a fábula), 1971 (Lourenço é nome de jogral), 1987 (Esta noite sonhei com Brueghel), 1990 (Festa em casa de Flores), 1995 (Dramaticamente vestida de negro) e 1998 (As contadoras de histórias). A sua ficção segue duas direções principais: por um lado, procede ao retrato social da época que cada um deles representa, numa tradição de veio realista; por outro lado, desenvolve processos narrativos trabalhando sobre a questão da voz, e em especial do monólogo interior. A obra de Fernanda Botelho concilia a visão crítica e ácida do mundo seu contemporâneo com a invenção cada vez mais elaborada da polifonia mostrando, por dentro das personagens, os estilhaços e os limites do século vinte português. (Paula Morão)

FICHA TÉCNICA E ARTISITCA

Direção Artística e Coreográfica: Juan Maria Seller

Bailarinos e Intérpretes: Juan Maria Seller,

Roberto Seller, Joana Botelho, Natacha de Noronha e Ana Ventura

Compositor: Pedro F. Finisterra

Violinista: Ana Patrícia Tomé

Luz e Som: Centro Cultural do Cartaxo

Cenografia: Companhia SELLER DANZA

Figurinos: Companhia SELLER DANZA

Apoio à Produção: Associação Gritos da Minha Dança

Apoio à Criação Artística: Câmara Municipal Do Cartaxo

Acolhimento: Ateneu Artístico Cartaxense

Este espetáculo conta com o apoio do Departamento de dança do Conservatório de Música de Santarém, com gravações de áudio cedidas pela Escola Superior de Música de Lisboa, com composição de Pedro F. Finisterra e piano de João Pedro Guimas.

O colectivo de artistas

Roberto Seller, nascido em Puerto Rico, bailarino com formação em ballet, teatro, dança moderna e dança contemporânea. Seu percurso artístico decorre por diferentes países entre Europa e Estado Unidos. É aceite no programa de dança contemporânea na School of Jacob´s Pillow – 2015 (New York), a atribuição da bolsa Award Scholarship Marcia Simon Kaplan. Obteve um AA com a New World School for the Arts – 2017 (EUA), e também um Certificado de Formação Profissional para Monitores de Dança Inclusiva – Movimento Amalgama (Portugal) atribuído pela DGRT – 2018. Desde 2013 trabalha e colabora com SELLER DANZA em projetos independentes sendo estreados entre Puerto Rico, Estados Unidos e Portugal, inclusivamente como assistente do Método Seller em centros, escolas e companhias de dança. A descentralização da dança, das grandes cidades para zonas mais rurais, foi um dos grandes objetivos empreendidos por Seller ao estabelecer a sua companhia de dança, Companhia de Dança Contemporânea Seller Danza, na cidade de Cartaxo apoiada pelo Ateneu Artístico Cartaxense e a Câmara Municipal do Cartaxo.

Joana Botelho é arquiteta, produtora cultural e curadora do espólio da escritora Fernanda Botelho (1926-2007). Atualmente é produtora da SELLER DANZA. Na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa é coordenadora executiva do programa CEC- Comunidade do Centro de Estudo Comparatistas e colabora como investigadora no projeto Textualidades/ Grupo Morphe desta unidade de investigação. Também integra o corpo de investigadores do ARTIS- Instituto de História de Arte; e é doutoranda em História de Arte. Desde 2013 que dirige a Associação Gritos da Minha Dança.

Natacha de Noronha trabalha como atriz, assistente de encenação, produtora e figurinista, em 35 espetáculos de teatro de palco e 18 espetáculos de teatro de rua e animações. No audiovisual tem participações em televisão (ficção e publicidade), cinema, dobragem de voz e locução.  Funda em 2008 a companhia Gteatro em parceria, onde desenvolve várias produções próprias e coletivas.  Dá formação de Expressão Dramática a crianças e adultos desde 2001. Assina textos de opinião de teatro e moda entre 2004 e 2010.

Ana Ventura é formada em Canto e Piano e duplamente licenciada em Música – Composição e Formação Musical (ESML). Estudou Teatro em Evoé – Escola de Atores, Lisboa. Como cantora tem feito um percurso variado entre a ópera, o pop, o fado, o Jazz… O seu novo projeto chama-se “As Canções dos Nossos Filmes”, concerto com temas standard do cinema. No estilo New Age, integra o grupo Meg’s Project como vocalista feminina. Colabora com a companhia Seller Danza como cantora. É cantora e produtora musical em cerimónias particulares de casamentos e outras. Dá aulas de Canto, Formação Musical, Piano e Análise Musical. Faz arranjos musicais sobretudo para grupos vocais, e compõe canções. Maestrina de coros.

Ana Patrícia Tomé iniciou a sua formação violinística na Escola Profissional de Artes da Beira Interior, na classe do professor de violino António Martelo. Em 2005 foi premiada pelo PJM (Prémio Jovens Músicos) o primeiro prémio na modalidade de Música de Câmara- Nível Médio. Em 2009 concluiu a Licenciatura na Escola Superior de Música de Lisboa, tendo como professor de violino António Anjos. Em 2008, ao abrigo do programa Erasmus estudou com o professor Martynas Svegzda Von Bekker na Lithuanian Academy of Music and Theatre em Vilnius na Lituânia. Em 2013, com as Bolsas de estudo TCM e TCL completou um Diploma de Pós-Graduação na Trinity Laban Conservatoire of Music and Dance em Londres tendo como professor de violino Michael Bochmann e música de câmara Rivka Golani. Estudou particularmente com a professora Lutsia Ibragimova (Professora de Violino no Royal College of Music e no Yehudi Menuhin School, Londres, Reino Unido) e Clare Thompson (Ex. Concertino Adjunto da Orquestra Philharmonia em Londres no Reino Unido). Frequentou masterclasses com: Aníbal Lima, Angel Sampedro, Alexander Trostiansky, Franck Preuss, David Lefèvre, Quarteto Carducci. Trabalhou com várias orquestras: Orquestra Sinfónica de Bournemouth, Orquestra Blackheath Halls, Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras, Sinfonietta de Lisboa, Orquestra do Norte.

Pedro Finesterra é compositor. Nascido em 1994 em Lisboa, estudou no Conservatório de Música de Santarém, sendo introduzido à Composição por Jorge Pereira. Fez Licenciatura em Composição na Escola Superior de Música de Lisboa, estudando com Carlos Marecos, Carlos Caires e Luís Tinoco. Fez um MA em Opera Making & Writing na Guidhall School of Music and Drama em Londres, estudando com Julian Philips e encontra-se na mesma instituição a fazer o seu Doutoramento em Composição com sistemas de afinação microtonais com os orientadores Julian Anderson e Mira Benjamin. Foi membro da Big Band Júnior, dirigida por Claus Nymark, como baixista. O seu trabalho foca-se na escrita de música instrumental e vocal (com e sem eletrónica) bem como de óperas (trabalhando com os escritores Nuno Cruz e Edward Einhorn) e música para dança (trabalhando com a companhia Seller Danza e com Dié Carvalho, Rafael Filipe e Vítor Hugo Afonso, entre outros projetos). É ainda um dos organizadores do festival “Peças Frescas – Edição Açores”.

Entrada – 7 €

Informações:

Centro Cultural do Cartaxo – Rua 5 de Outubro | 2070-059 Cartaxo, Portugal. Telefone (+351) 243 701 600 ou ccultural@cm-cartaxo.pt

horário da bilheteira – 4.ª e 5.ª feira das 15h00 às 20h00, 6.ª e sábado das 15h00 às 22h00. Em caso de eventos agendados ao domingo, a bilheteira funciona das 15h00 às 19h00]

As reservas são válidas até 24 horas antes do início do espetáculo e podem ser efetuadas por telefone ou por e-mail.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Ribatejo Cool

Ir para Início