fbpx

Azambuja vai investir 1 milhão de euros em polo de formação ligado à agricultura, turismo e logística

Em Região

O município de Azambuja, pretende construir um polo de formação ligado à agricultura, turismo e logística, estimando um investimento de cerca de um milhão de euros, adiantou hoje à agência Lusa o presidente da autarquia.

Esta infraestrutura, que se estima estar concluída em 2021, irá ficar localizada nos antigos viveiros florestais em Aveiras de Baixo, aproveitando os 24 hectares de terreno ali existentes, segundo explicou à Lusa o presidente da Câmara Municipal de Azambuja (distrito de Lisboa), Luís de Sousa (PS).

“Verificámos que temos muitos estudantes residentes aqui no concelho que estudam ou que pretendem ter formação nas áreas da agricultura, turismo e logística e, por falta de oferta, estão a fazê-los noutros municípios, como Alter do Chão ou Mouriscas (Abrantes)”, justificou o autarca.

Outras áreas que serão lecionadas neste polo serão a agropecuária e a equitação.

“A existência de um polo com estas valências faz todo o sentido dadas as características do nosso município. Fazemos parte do Ribatejo, onde há muita tradição de agricultura, cavalos e campinos”, sublinhou.

Luís de Sousa disse ainda que os edifícios, que vão acolher as salas de formação, serão construídos com recurso a materiais sustentáveis, estando neste momento a autarquia a proceder à limpeza do terreno.

A autarquia vai aproveitar ainda para requalificar um espaço existente, onde funcionarão os balneários, uma sala de convívio e uma sala de refeições.

O espaço dos antigos viveiros florestais de Aveiras de Baixo é gerido desde 2018 pela Câmara de Azambuja e resulta de um protocolo assinado entre a autarquia e o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Deixar uma resposta

Recentes de Região

Ir para Início
%d bloggers like this: