fbpx

Nuno Russo em Tomar: “Desenvolvimento coeso e sustentável é uma prioridade deste Governo”

Em Região

O secretário de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Nuno Russo, participou ontem num jantar-conferência, em Tomar, organizado pela Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local, Minha Terra. Um encontro que junta anualmente dezenas técnicos e dirigentes de Grupos de Ação Local representativos de todo o território nacional, onde o membro do governo começou por destacar como “o LEADER tem vindo a revelar-se essencial para o desenvolvimento rural”, destacando ainda que “o desenvolvimento coeso e sustentável é uma prioridade deste governo, prioridade que está presente em cada um dos quatro grandes desafios traçados no nosso programa e que passam por dar resposta às alterações climáticas, pela garantia da transição para a sociedade digital, pelo combate às desigualdades e pela definição de estratégias que respondam às questões demográficas”.

“A estratégia de Desenvolvimento Local de Base Comunitária (DBLC), que representa um reforço d abordagem LEADER com praticamente três décadas de funcionamento, é uma das ferramentas essenciais para garantir respostas eficazes aos quatro grandes desafios que enfrentamos”, avançou Nuno Russo.

Esta abordagem participada e a opção de implementação de Estratégias de Desenvolvimento Local plurifundos, com incorporação de prioridades muito concretas e significativas, “têm permitido financiar os grupos de ação local via Programa de Desenvolvimento Rural (PDR2020), Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural (FEADER), Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) e Fundo Social Europeu (FSE)”, afirmou. Neste sentido, é de destacar o aumento significativo do nível de compromissos da implementação das Estratégias de Desenvolvimento Local, de 21%, em novembro de 2018, para 44%, em outubro 2019, prevendo-se ainda um crescimento a curto prazo, assim como o aumento dos níveis de execução. (eram 3% em novembro de 2018 e 12% em outubro de 2019).

“Importa, pois, encontrar, para o futuro período de programação de fundos comunitários, um modelo de governação que assegure a simplificação possível da implementação das políticas, que acompanhe e avalie os resultados a alcançar com a execução das estratégias de desenvolvimento local”, desafiou o Secretário de Estado todas e todos os técnicos e dirigentes Grupos de Ação Local (GAL).

Nuno Russo salientou a importância da agricultura para as zonas rurais e as oportunidades “para alavancar outras atividades económicas ligadas, nomeadamente, o turismo, a gastronomia com base nos produtos locais, o artesanato e a nossa cultura”, reforçando que tudo será feito para “implementar as políticas públicas que permitam obter os resultados que todas e todos aqui presentes pretendemos. Resultados que se resumem num país mais coeso e justo”.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Região

Ir para Início