Mau tempo: Mais de 500 técnicos da Altice no terreno para responder a avarias

Em Região

A Altice Portugal reforçou para mais de meio milhar o número de técnicos e operacionais especializados para responder às situações de afetação de serviço e clientes em todo o país causadas pelo mau tempo, anunciou hoje a empresa.

“Neste momento, a Altice Portugal já recuperou 60% dos clientes afetados e 85% dos sites TDT”, adianta a empresa de telecomunicações num comunicado, em que faz um ponto de situação do impacto da depressão Elsa às 20:00.

Segundo a empresa, que acionou na madrugada de hoje o Gabinete de Crise e um Plano de Emergência, as principais causas para a afetação de comunicações são o corte de transmissão por queda de árvores ou estruturas e a falha no fornecimento de energia.

Os mais de meio milhar de técnicos e operacionais especializados estão no terreno em todo o país, sobretudo nos distritos de Braga, Porto, Viana do Castelo, Viseu, Vila Real, Aveiro, Coimbra, Leiria, Santarém e Setúbal.

“Neste início de noite estamos a ser surpreendido pelo agravamento do estado do tempo em Coimbra, Leiria, Santarém e Setúbal, podendo a situação via a agravar-se durante a noite”, salienta a empresa, referindo que a reposição das ligações está em permanente monitorização por uma equipa multidisciplinar.

Às 20:00 de hoje, os principais constrangimentos registaram-se em Braga, Porto, Viana do Castelo, Viseu, Vila Real, Aveiro e, desde o final da tarde, em Coimbra, Santarém, Leiria e Setúbal.

A empresa adverte que a intervenção das equipas técnicas está “condicionada pela própria intempérie e sujeita a autorização por parte das autoridades, devido à grave situação que ainda decorre”.

Adianta ainda que está no terreno a acompanhar e a apoiar as populações, em estreita cooperação com as autoridades locais e de segurança, contando com o envolvimento de todos para “uma rápida resolução de todas as situações”.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) estendeu o aviso vermelho emitido para os distritos de Viseu, Guarda, Castelo Branco, Coimbra e Aveiro até às 03:00 de sexta-feira devido à previsão de rajadas de vento fortes.

Segundo o IPMA, as rajadas de vento podem mesmo atingir os 140 quilómetros/hora nas terras altas.

O mau tempo causou dois mortos e desalojou 51 pessoas, indicou a Proteção Civil, que contabilizou cerca de 4.200 ocorrências desde as 15:00 de quarta-feira.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Região

Ir para Início