CASES revela vencedores do Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio 2019

Em Ribatejo Cool

A Cooperativa António Sérgio para a Economia Social (CASES) acaba de divulgar os vencedores do Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio 2019.

Jornalistas da SIC e TSF recebem Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio na categoria de Trabalhos Jornalísticos, no valor de 3.000,00 euros.

Associação Crescer na Maior e Re-Food for Good/Movimento Re-food premiadas na categoria de Inovação e Sustentabilidade.

A categoria de Estudos e Inovação premiou a tese de doutoramento de Alexandra Figueira e a de Márcia Santos e, na categoria de Trabalhos de Âmbito Escolar, foi premiado o Projeto Educar para a Paz e para o Desenvolvimento Sustentável, do Colégio Paulo VI.

O Mestrado em Gestão das Organizações do 3.º Setor, do Instituto Politécnico do Porto foi distinguido na categoria de Formação Pós-Graduada.

Julieta Sanches, representante do movimento CERCI, venceu o Prémio de Honra Personalidade da Economia Social 2019.

O Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio, criado pela CASES em 2012, destina-se a homenagear as pessoas singulares e coletivas que, em cada ano, mais se tenham distinguido em domínio relevantes para a Economia Social, contando com cinco categorias e um Prémio de Honra.

A presente edição premiou, na categoria de Inovação e Sustentabilidade, a Associação Crescer na Maior, pelo projeto de apoio pessoas em situação de sem abrigo É uma casa, Lisboa housing first, e a Re-food for Good, pelo projeto de combate ao desperdício alimentar Movimento Re-food. Foi ainda atribuída uma menção honrosa à Associação BIPP, pelo projeto de inserção profissional de pessoas com défice intelectual SEMEAR – Terra de oportunidades.

Na categoria de Estudos e Investigação foi premiada Alexandra Figueira pela tese Nivelar os pratos da balança – Estudo da Comunicação Organizacional como fator de sustentabilidade nas parcerias estratégicas entre organizações solidárias e empresas, Doutoramento em Ciências da Comunicação, Universidade do Minho; Márcia Santos recebeu uma menção honrosa pela tese Gestão de Risco nas Organizações de Economia Social, Doutoramento em Gestão, Especialidade em Estratégia e Desenvolvimento Empresarial; ISCTE, IUL.

Na categoria de Formação Pós-Graduada, o Mestrado em Gestão das Organizações do 3.º Setor, da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico do Porto recebeu uma menção honrosa.

O Colégio Paulo VI, com o projeto Educar para a Paz e para o Desenvolvimento Sustentável foi o vencedor na categoria de Trabalhos de Âmbito Escolar.

Na categoria de Trabalhos Jornalísticos venceram Bárbara Baldaia, pela reportagem sobre a reconstrução de uma comunidade após os incêndios de Pedrógão Grande Retratos do Renascimento – TSF; e João Faiões com a reportagem sobre o trabalho das instituições de solidariedade social no interior do país Nós ainda estamos aqui – SIC; Catarina Marques recebeu uma menção honrosa pela reportagem sobre cuidadores informais E de nós, quem cuida? – SIC.

Julieta Sanches de Almeida Vasconcelos, presidente do Conselho de Administração da FENACERCI, Federação Nacional de Cooperativas de Solidariedade Social, representante do movimento CERCI, venceu o Prémio de Honra Personalidade da Economia Social 2019.

A Cerimónia pública de entrega do Prémio terá lugar em 4 de fevereiro de 2020 no Teatro Thalia, em Lisboa, sendo presidida pela Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. Será simultaneamente inaugurada a Exposição alusiva ao 10.º aniversário da CASES.

Deixar uma resposta