fbpx

“Simplex, uma ópera cómica multimédia” e “Dentro da Chuva” de Aline Frazão são as próximas propostas do Santarém Cultura

Em Ribatejo Cool

” Ópera Cómica Multimédia Simplex” sobe ao palco do Teatro Sá da Bandeira – TSB no próximo sábado, dia 11 de janeiro, às 21h30. Um espetáculo produzido pelo Quarteto Contratempus, que relaciona a cenografia digital com os intérpretes.

O espetáculo Simplex surge a partir de um projeto de ilustração que será animado e mapeado em cena, é uma ópera cómica, multimédia e interativa. A exibição retrata o momento em que os métodos revolucionários e os avanços tecnológicos são implantados pela Junta da recôndita Vila Velha do Pinheiro.

“O Simplex conta a história da repórter Geneviève que vai até Vila Velha do Pinheiro para conversar com o presidente da Junta de Freguesia acerca dos métodos tecnológicos avançadíssimos que o autarca tinha implementado – o Simplex. Tudo isto se deve à vinda de B Jobs, um americano que se rendeu aos encantos da serra e é adviser do Presidente. Esta é a história que vai ser contada através de uma ópera, que junta o digital, interatividade, comédia, ilustração, luz, som e muito mais, num só espetáculo.” afirma Carlos Pinto, produtor do espetáculo.

Ópera Cómica Multimédia Simplex: Libreto de Carlos Tê e José Topa, encenação de António Durães e composição de Telmo Marques.

Teresa Nunes (soprano), Miguel Leitão (tenor), Crispim Luz (clarinetista), Susana Lima (violoncelista) e Sérgio de A. (pianista) são os intérpretes do espetáculo produzido pelo Quarteto Contratempus. Fundado em 2008 por alguns músicos da ESMAE – Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo, o Quarteto Contratempus é grupo de Música de Câmara Contemporânea, que se dedica à produção de Óperas de Câmara em língua portuguesa.

Os bilhetes para o espetáculo Simplex têm o custo de 10€, preço único, e podem ser adquiridos no Teatro Sá da Bandeira, na Bol – Bilheteira Online (www.bol.pt) e nas Lojas Worten, Fnac e CTT. Mais informações através do e-mail teatrosabandeira@cm-santarem.pt.

No sábado, dia 25 de janeiro, às 21h30, é a vez de Aline Frazão apresentar “Dentro da Chuva” ao público scalabitano.

A solo, com as suas guitarras e kissanje, a cantora e compositora angolana Aline Frazão apresenta ao vivo o seu novo disco – “Dentro da Chuva” – composto em Angola e gravado no Rio de Janeiro, cidade de significativas influências e cumplicidades musicais. Uma oportunidade para receber de coração e ouvidos bem abertos, canções que pedem silêncio, e espaço, para ouvir as subtilezas, da música e do mundo.

Um espetáculo intimista onde além de temas do novo trabalho como “Peit Ta Segura”, “Sumaúma” “Areal de Cabo Ledo” e “Kapiapia” a artista retoma canções de discos anteriores desvendando a sua versão mais minimalista e poética, tal como foram compostas inicialmente.

A canção “Kapiapia”, inspirada nos últimos parágrafos do livro “Como Se o Mundo Não Tivesse Leste” do escritor, cineasta e antropólogo Ruy Duarte de Carvalho diz na sua última frase “É mundo e se é mundo / Progride em silêncio / Porque é o silêncio que governa tudo. / Está dentro da chuva”, momento especial em palco, revela e condensa a identidade deste novo projeto.

“Dentro da Chuva”, escreve Ondjaki “é um voo rasante pelo futuro; mas revisita matizes que são já marca da autora: a voz que combina com a letra, que se deixa embalar pelas cordas (…) Um belo manifesto, sim, de uma artista atenta que tem sabido deixar-se oscilar entre sensibilidade e convicção. Como convém à música – e ao sonho.”

Os bilhetes para “Dentro da Chuva”, de Aline Frazão têm o custo de 8€, com descontos aplicáveis, e estão à venda no Teatro Sá da Bandeira, na Bol – Bilheteira Online (www.bol.pt) e nas Lojas Worten, Fnac e CTT. Mais informações através do e-mail teatrosabandeira@cm-santarem.pt.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Ribatejo Cool

Ir para Início