fbpx
SONY DSC

Ourém investe 7,7 milhões de euros no saneamento em cinco freguesias

Em Região

A Câmara de Ourém vai investir mais de 7,7 milhões de euros em obras de saneamento e respetivas estruturas em cinco freguesias daquele concelho do distrito de Santarém, anunciou hoje a autarquia.

As quatro candidaturas ao Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR) resultará na ampliação das redes de Bairro, Fátima, Ourém e Rio de Couros, num total de 1.300 novos ramais domiciliários de esgotos domésticos, como resultado da adesão do município à Tejo Ambiente, revelou a autarquia em nota de imprensa.

De acordo com a Câmara de Ourém, liderada por Luís Albuquerque (Coligação Ourém Sempre – PSD/CDS), a adesão à Tejo Ambiente, empresa intermunicipal recém-constituída, permitiu o acesso a fundos comunitários que vão “possibilitar a extensão da rede de saneamento a populações até agora privadas desta necessidade básica”.

A autarquia vai agora dar início aos procedimentos que haverão de resultar na instalação de redes de saneamento em quatro pontos do concelho, correspondentes a cinco freguesias e uniões de freguesias: Bairro (Nossa Senhora das Misericórdias), Boleiros e Estrada de Minde (Fátima), periferia de Ourém (o projeto engloba povoações de Atouguia, Nossa Senhora das Misericórdias e Nossa Senhora da Piedade) e Rio de Couros (União de Freguesias de Casal dos Bernardos e Rio de Couros).

“Estas candidaturas estão aprovadas e resultarão de um investimento de cerca de oito milhões de euros, apenas possível de executar graças à adesão do município de Ourém à Tejo Ambiente”, referiu Luís Albuquerque, citado na nota de imprensa.

O autarca considerou ainda que “o sucesso destas candidaturas é a prova de que o executivo adotou a estratégia adequada quando aderiu a esta empresa intermunicipal”.

O município revelou ainda que, além dos 1.300 ramais domiciliários de esgotos domésticos, serão implantados mais de 17 quilómetros de sub-bacias e instalados mais de 20 quilómetros de coletores. O investimento inclui ainda “outros tipos de intervenção como a construção de condutas e estações elevatórias ou a pavimentação integral das vias intervencionadas neste âmbito”.

O total destas candidaturas ao POSEUR cifra-se em cerca de 7,7 milhões de euros, montante a suportar na totalidade pela Tejo Ambiente, e que inclui o custo total da pavimentação integral das vias, acrescenta o mesmo comunicado.

“Se tudo correr como prevemos, estas obras arrancam ainda em 2020”, disse ainda o autarca, na última reunião de câmara.

Deixar uma resposta

Recentes de Região

Ir para Início
%d bloggers like this: