Vinte pessoas desalojadas – Obras de piscina na encosta põem em risco prédio na Avenida 25 de Abril

Em Região

Vinte pessoas foram desalojadas esta quarta-feira, de um prédio na Avenida 25 de Abril em Santarém, após verificarem a abertura de fendas na estrutura do edifício, em resultado da construção de uma piscina na encosta abaixo do edifício.

Os serviços sociais da Câmara Municipal de Santarém tiveram de proceder ao realojamento de parte dos moradores em unidades hoteleiras da cidade enquanto outros foram para casa de familiares, enquanto se esclarece a situação de segurança do prédio. À cautela, ao longo do dia, os moradores, muitos deles idosos, e os seus familiares retiraram os pertences das habitações.

A construção de uma piscina e de um anexo sobre a encosta parecem estar na origem da derrocada de uma muralha de suporte da base do prédio, problema bem visível nas traseiras do edifício, como pode ser comprovado nas fotografias que aqui publicamos.

No local, vários moradores contaram ao Mais Ribatejo terem denunciado a obra no verão passado, enviando à Câmara fotos das obras da piscina. “Não para preciso ser engenheiro para ver o risco que a obra representou ao escavar a base da encosta”, afirma um dos moradores. “Avisámos a Câmara, inclusivamente enviámos fotografias, pois já a anteviamos o resultado agora verificado, com a queda da muralha de suporte do talude na base do edifício, onde foi construída a piscina”, afirmou-nos um vizinho.

Por isso, os moradores e vizinhos lamentam que, aparentemente, a Câmara Municipal de Santarém não tenha tomado medidas para obrigar o dono do edifício, responsável pela obra, a repor as condições de segurança do prédio.

O edifício com oito apartamentos encontra-se agora interditado, com uma barreira junto à entrada do prédio, e com a polícia junto ao local para assegurar a segurança. Porém, o Mais Ribatejo confirmou que o responsável pela obra e proprietário do edifício, continua no interior do prédio, tendo assinado um termo de responsabilidade.

A situação do edifício foi avaliada por técnicos do município que estiveram no local e que irão agora elaborar um relatório com as recomendações quanto às condições de segurança do edifício e as operações necessárias a assegurar a sua estabilidade.

1 Comment

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Região

Ir para Início