Tour do fim dos Dead Combo passa pelo Teatro Virgínia em concerto já praticamente esgotado

Em Ribatejo Cool

2020 não será um ano qualquer para os Dead Combo. É o ano em que decidiram acabar. E acabar em grande. Não é um final triste, porque há muita coisa para ser celebrada. De uma forma concreta, acabam como começaram: os dois. Voltam aos palcos com uma tour, num passeio pela história de uma carreira com mais de 16 anos, seis álbuns de originais (10 discos no total), e várias centenas de concertos por Portugal e pelo estrangeiro. Passam pelo Teatro Virgínia no dia 7 de março, num espetáculo já praticamente esgotado.

A dupla, composta por Tó Trips (guitarras) e Pedro Gonçalves (guitarras, contrabaixo, melódica) nasceu em 2003 na sequência de um convite do radialista Henrique Amaro (Antena 3) para comporem e gravarem a canção «Paredes Ambience», incluída no disco de homenagem a Carlos Paredes «Movimentos Perpétuos – Música para Carlos Paredes».

Os nove álbuns da banda editados até hoje, cinco dos quais de originais, foram largamente elogiados em Portugal e no estrangeiro, recebendo vários prémios. Em abril de 2018, editaram Odeon Hotel, o seu sexto e último álbum de originais que é a síntese perfeita da portugalidade e universalidade existentes na música dos Dead Combo.

Deixar uma resposta

Recentes de Ribatejo Cool

Ir para Início
%d bloggers like this: