Coronavírus – Recomendações às empresas da Direção Geral de Saúde

Em Saúde

A Direção-Geral de Saúde (DGS) emitiu um comunicado na sua página da internet, no qual deixa recomendações às empresas por causa do novo Coronavírus, também conhecido por Covid-19.

A DGS recomenda as empresas a definir planos de contingência para casos suspeitos entre trabalhadores e diz que as mesmas devem estar preparadas para a possibilidade de parte, ou a totalidade dos trabalhadores, não irem trabalhar devido a doença, suspensão de transportes públicos ou encerramento de escolas, devendo avaliar as atividades imprescindíveis na empresa e os recursos essenciais para as manter.

A DGS aconselha, ainda, as empresas a recorrerem a formas alterativas de trabalho, nomeadamente o teletrabalho, reuniões via vídeo e teleconferências, bem como acesso remoto dos clientes.

Para evitar contacto direto com casos suspeitos, as empresas deverão criar uma área de isolamento, segundo a DGS, “com ventilação natural, ou sistema de ventilação mecânica” e evitar tapetes, alcatifa ou cortinados.

Estas áreas devem estar equipadas com “telefone; cadeira ou marquesa (para descanso e conforto do trabalhador, enquanto aguarda a validação de caso e o eventual transporte pelo INEM)”, bem como água e alimentos não perecíveis, contentor de resíduos e solução antisséptica de base alcoólica, toalhetes de papel, máscaras cirúrgicas, luvas termómetro.

A DGS recomenda, ainda, no plano de contingência procedimentos básicos para higienização das mãos, regras de etiqueta respiratória, de colocação de máscara e outros procedimentos, como evitar o aperto de mão, as reuniões presenciais e os postos de trabalho partilhados.

Todas as recomendações da DGS podem ser lidas aqui.

A DGS refere que o período de incubação estimado do Covid-10 é de dois a 12 dias.

Deixar uma resposta

Recentes de Saúde

Ir para Início
%d bloggers like this: