Centro Cultural do Cartaxo recebe mais uma peça do Teatro Nacional D. Maria II

Em Ribatejo Cool

Antígona, encenada por Mónica Garnel, é a segunda peça a subir ao palco do Centro Cultural do Cartaxo no âmbito da Rede Eunice Ageas.

O Centro Cultural do Cartaxo integra a rede até 2022, depois de ter sido selecionado, pelo Teatro Nacional D. Maria II (TNDMII), entre 19 candidatos de todo o país para ser um dos três espaços culturais a receber peças do TNDMII.

Em 2020, o Cartaxo vai receber ainda a peça Fake – dia 18 de abril, às 21h30.

Depois de abrir a temporada do Teatro D. Maria II em setembro de 2019, Antígona sobe ao palco do Centro Cultural do Cartaxo, no dia 14 de março, pelas 21h30. A partir do texto de Sófocles, com encenação de Mónica Garnel, Antígona é a segunda peça do Teatro Nacional D. Maria II que se apresenta no Cartaxo no âmbito da Rede Eunice Ageas.

Escrita por volta de 442 a.C., Antígona, uma das mais antigas tragédias gregas da história, foi revisitada por Mónica Garnel, que procurou tratá-la “na sua atualidade, na sua humanidade”.

Em palco estarão André Simões, Carolina Passos-Sousa, Diana Lara, Inês Vaz, Isaías Viveiros, João Grosso, Joana Pialgata, Laura Aguilar, Lúcia Maria, Manuel Coelho, Maurice, Pedro Moldão e Pedro Russo. Um elenco jovem, símbolo de esperança e de mudança que, na opinião da encenadora, representa bem o espírito de Antígona, a protagonista que luta contra o poder instituído.

A partir da questão principal colocada por Sófocles neste texto – “o que é afinal a justiça?” –, Mónica Garnel aborda não apenas o conceito de justiça, mas também a importância dos direitos humanos, o peso do poder instituído e a capacidade humana de fintar o destino.

Antígona é também uma homenagem às mulheres que, ao longo da história, fizeram frente ao poder instituído e tiveram, por isso, um fim trágico – pelas vozes do coro, algumas destas serão lembradas em palco.

Até 2022 Rede Eunice Ageas vai trazer produção do TNDMII ao Cartaxo

O Centro Cultural do Cartaxo integra a rede Eunice AGEAS até 2022, depois de ter sido selecionado pelo TNDMII para ser um dos três espaços culturais a receber peças deste Teatro, a par do Centro das Artes do Espetáculo de Portalegre e do Teatro Municipal de Bragança.

Esta rede visa promover a circulação de espetáculos teatrais em território nacional, captando e formando novos públicos, elevando os padrões de exigência crítica e promovendo o diálogo intercultural.

Depois de ter recebido Um Outro Fim Para a Menina Júlia, no início de fevereiro, com casa cheia, e da apresentação de Antígona no próximo dia 14, o Cartaxo vai ainda receber mais uma peça do TNDMII este ano – Fake, dia 18 de abril, às 21h30.

ANTÍGONA

M/12

duração 1h55

SINOPSE

Antígona por Mónica Garnel, um texto fundador por uma artista carismática. A partir de uma cidade que vai adoecendo, a atriz e encenadora propõe um espetáculo que procura a vertigem à medida que o conflito sobe. Às medidas impostas tendo em vista o bem e a proteção da cidade, opõe-se a voz discordante de Antígona, refletindo a tensão entre os direitos humanos e os direitos do poder instituído. O que é afinal a justiça? Às questões intemporais que o texto levanta, Garnel acresce outras, igualmente decisivas: “Interessa-me tratar este clássico na sua atualidade, por um lado, e na sua humanidade, por outro. Vejo aqui, nesta possibilidade de interrogar o carácter humano, a âncora e âmago deste espetáculo, suportado no trabalho dos atores, aos quais se coloca o desafio de retratarem e atualizaram estas personagens arquetípicas, explorando as suas contradições, dúvidas e ímpetos, num conflito que nos atira para uma escuridão que, por fim, nos poderá, talvez, iluminar.”

FICHA ARTÍSTICA

encenação Mónica Garnel

texto Sófocles

com André Simões, Carolina Passos-Sousa, Diana Lara, Inês Vaz, Isaías Viveiros, João Grosso, Joana Pialgata, Laura Aguilar, Lúcia Maria, Manuel Coelho, Maurice, Pedro Moldão e Pedro Russo

tradução Marta Várzeas

música original Vitória

cenografia e figurinos Marta Carreiras com captação de imagem de João Ferro Martins e edição de imagem de António MV

desenho de luz Rui Monteiro

sonoplastia e desenho de som João Diogo Pratas

voz, piano e guitarra Vitória

bateria Humberto J. Dias

saxofone João Marques aka Johnny

piano e guitarra baixo João Diogo Pratas

apoio à dramaturgia Mónica Calle

consultoria artística e assistência de encenação Inês Vaz

assistente de cenografia, adereços e figurinos Mafalda Rodrigues, Tomas Serrano

vídeo João Gambino

produção Teatro Nacional D. Maria II

BILHETES – 10 EUROS

INFO | ccultural@cm-cartaxo.pt | 243 701 600

[4.ª e 5.ª das 15h00 às 20h00, 6.ª e sábado das 15h00 às 22h00. Em caso de eventos agendados ao domingo, a bilheteira funciona das 15h00 às 19h00.]

Deixar uma resposta

Recentes de Ribatejo Cool

Ir para Início
%d bloggers like this: