Comes & bebes – Caldo de semos

Em Ribatejo Cool

Na passada sexta-feira os Senhores Cruz Marques e Joaquim Ferreira convidaram-me para ir almoçar semos. Há anos por intermédio do Ivo Pinho tinha deliciado o palato no restaurante O Bacalhau cuja especialidade são pratos de bacalhau e por isso mesmo o saudoso Sr. Pereira tinha conseguido arranjar estômagos do gadídeo que cortados em tiras se comem debaixo do nome de semos. Não esperei duas vezes, o repasto iria ter lugar no salão de festas da Associação de Secorio, concelho de Santarém. Ao lá chegar logo vi o meu estimado amigo Dr. Joaquim Martinho da Silva, a anfitriã Sra. Dona Luísa Cardana coadjuvante ao ágape confeccionado pelo seu marido Senhor José Cardana que atarefado me cumprimentou ficando a conversa aprazada para outro dia.

Em bom ritmo o espaço foi-se enchendo, o Sr. José Júlio Elói mostrou-se bem agasalhado e trocámos forte abraço, o Zeferino Silva risonho e longe do paraíso sintrense exibia face risonha. Pudera!

O leitor perguntará: ele foi almoçar ou troca efusões? Fui almoçar não parcamente pois o suculento caldo ou sopa (para mim foi caldo) obrigou-me a repetir. O grão-de-bico, a manga de capote cortada, as batatas cozidas na conta, bem como os condimentos redundaram num preparo culinário capaz de fazer cair em pecado eremita consagrado ao exercício de jejuns sobre jejuns. A festança findou com um supimpa arroz-doce.

Armando Fernandes

PS. Espero propagandear estas receitas em breve.

Deixar uma resposta

Recentes de Ribatejo Cool

Ir para Início
%d bloggers like this: