PSP sem registo de burlas ou furtos sobre idosos a coberto do covid 19

Em Sociedade

No atual contexto de crise no âmbito da saúde pública, a Polícia de Segurança Pública refere que “tem circulado, tanto pelas redes sociais como por intermédio de alguns órgãos de comunicação social, informação sobre a alegada prática de crimes de burlas, furtos e roubos, praticados por falsos funcionários de diversas entidades, nomeadamente médicos, enfermeiros, técnicos de empresas de comunicações ou carteiros. Segundo estas comunicações, tais crimes são especialmente dirigidos à população mais vulnerável em função da idade, isolamento social ou outro”.

Porém, a PSP refere que “até ao presente momento, não tem registo de tais crimes praticados no contexto da presente situação de saúde pública“.  Nesse sentido, a PSP reforça a “necessidade de toda a população, vítimas ou meras testemunhas, informarem a Polícia de Segurança Pública caso tenham conhecimento de práticas criminosas, permitindo a reação e investigação imediatas“.

Solicita que “confirmem com a PSP a informação recolhida nas redes sociais ou que, simplesmente, se ouve dizer“.

No comunicado, a PSP salienta que se encontra “disponível e em serviço nas ruas, nomeadamente por intermédio do patrulhamento de proximidade, para acorrer a todas as solicitações e pedidos de apoio, também na prevenção destes ilícitos“.

Deixar uma resposta

Recentes de Sociedade

Ir para Início
%d bloggers like this: