Autoridade de saúde demorou 10 horas a recolher morto na rua em Santarém

Em Região

Foi finalmente recolhido, cerca das 20h00, o corpo do coronel João Manuel Taxa Araújo que aguardou 10h00 na rua Virgílio Arruda, em Santarém, situação de motivou a indignação da família e vizinhos.

O homem de 74 anos sentiu-se mal, e terá pedido aos familiares para ir ao hospital, pois tinha dificuldades em respirar. Cerca das 10h00, quando se saiu de casa para ir ao hospital, João Taxa Araújo terá sofrido uma paragem cardiorrespiratória e faleceu à porta do prédio onde morava, junto à Escola Mem Ramires.

Ainda vieram em seu socorro os Bombeiros Municipais de Santarém e a equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação do Hospital de Santarém, mas o homem não resistiu e o óbito acabou por ser declarado no local.

O espaço foi entretanto isolado pela PSP de Santarém, enquanto aguardavam a chegada da delegada de saúde para certificar o óbito. O que demorou 10h00 a acontecer para desespero e revolta da família e vizinhos. A demora da autoridade de saúde local poderá estar relacionada com a pandemia causada pelo Covid-19.

A recolha do corpo foi efectuada cerca das 20h00, pela viatura de transporte de cadáveres dos Bombeiros de Benavente.

João Taxa Araújo foi comandante da Escola Prática de Cavalaria, comandante Territorial da GNR de Santarém e também dirigiu o Lar de Santo António, ipss de Santarém.

Deixar uma resposta

Recentes de Região

Ir para Início
%d bloggers like this: