fbpx

O essencial de uma visão confortável e saudável

Em Saúde

A vista é essencial na vida quotidiana, maior lugar-comum não há. Só que descuramos muitas vezes que os nossos olhos são órgãos extremamente sensíveis, merecem toda a precaução e devem ser regularmente observados pelo oftalmologista.

Há que prevenir perturbações visuais bastante frequentes, caso da miopia (a pessoa vê claramente o que se acha no seu ambiente imediato, lá longe tudo é fluido), hipermetropia (a pessoa vê claramente ao longe, o que está próximo apresenta-se fluido), astigmatismo (causado por uma córnea irregular), degenerescência macular (a mácula provoca uma diminuição da visão central), glaucoma (afeção do nervo ótico, muitas vezes associada a uma pressão intraocular acrescida), catarata (opacificação do cristalino), presbitia (com o envelhecimento, o cristalino fica menos elástico e adapta-se mais lentamente), secura ocular (por os olhos não estarem bastante humidificados, pode relacionar-se com o ambiente de trabalho, o uso de lentes de contato e a toma de certos medicamentos).

Para zelarmos pela saúde dos nossos olhos e reduzir os riscos de afeções, o regime alimentar saudável equilibrado é fundamental, tal como os estilos de vida. Um regime alimentar equilibrado é importante para os olhos, se bem que haja fatores genéticos que possam concorrer para certas afeções, uma alimentação regrada tem uma influência direta, fruta e legumes, está comprovado, ajudam a reduzir os riscos.

Quanto aos estilos de vida, deixar de fumar é fundamental, tal como o uso de óculos de sol nos casos de luz muito forte, manter uma distância de pelo menos 30 centímetros quando se está a ler, a escrever ou a trabalhar no computador.

A ida regular ao oftalmologista, pode revelar-se crucial. Até aos 45 anos, ou mesmo 50, ir pelo menos de 2 em 2 anos ao oftalmologista, não há melhor deteção para a degenerescência macular e o glaucoma. A partir dos 50 anos, a ida anual revela-se indispensável.

Temos ainda os “males menores” da vista: inflamação das pálpebras (blefarite), dermatite de contato, terçolho, “olho vermelho”. E há aquelas situações que requerem intervenção médica, caso da entrada de corpos estranhos nos olhos que não possam ser removidos com facilidade através da lavagem com água corrente.

Há conjuntivites que podem exigir tratamento médico. As doenças que afetam os olhos têm de ser tratadas com medicamentos aplicados na vista. Não esquecer que as gotas e pomadas têm um prazo de validade de algumas semanas, depois de abertas as embalagens.

Antes e depois da aplicação destes medicamentos, deve-se lavar as mãos. As pomadas oculares e alguns colírios podem alterar a visão, pelo que é arriscada a condução ou a utilização de maquinaria de precisão. No caso de olho seco (doença inflamatória caraterizada pela diminuição da produção de lágrimas), fale com o seu médico e procure aconselhamento farmacêutico.

Beja Santos

Leave a Reply

Recentes de Saúde

Ir para Início
%d bloggers like this: