fbpx

Ourém disponibiliza cerca de 300 camas para pessoas afetadas pela pandemia

Em Região

O Município de Ourém anunciou hoje que tem disponíveis cerca de 300 camas para receber pessoas infetadas com covid-19 ou pessoas não infetadas que necessitem de ser retiradas de um determinado local.

“Cerca de 300 camas estão identificadas em Fátima para receberem pessoas infetadas ou não infetadas pela covid-19, dependendo do seu número. Por exemplo, num lar, pode ser mais fácil retirar os não infetados e deixar os utentes que contraíram a doença”, explicou Luís Albuquerque à Lusa.

Antes, numa conferência de imprensa ‘online’, Luís Albuquerque esclareceu que, no âmbito do plano operacional municipal, existem vários locais identificados para internamento e isolamento de pessoas afetadas pela pandemia do novo coronavírus, incluindo dois pavilhões e o Centro Desportivo de Fátima.

O presidente da autarquia referiu ainda que “dois ou três hotéis” também disponibilizaram os seus espaços para receber profissionais de saúde.

O hospital de campanha do Santuário de Fátima está igualmente à disposição da Câmara de Ourém, no distrito de Santarém, acrescentou.

Luís Albuquerque adiantou que esta semana irão ser entregues 6.000 máscaras às instituições particulares de solidariedade social (IPSS) do concelho.

“Está prevista a chegada das encomendas amanhã [terça-feira] Temos feito um esforço para adquirir máscaras e luvas”, sublinhou.

315 computadotres portáteis para alunos carenciados

A Câmara de Ourém adquiriu ainda 315 computadores portáteis para que todos os alunos das escolas públicas do concelho tenham garantido o acesso aos conteúdos programáticos digitais, dado que no terceiro período letivo o ensino do 1.º ao 10.º ano vai decorrer à distância.

“O número de equipamentos foi aquele que nos foi reportado pelos três agrupamentos do concelho relativamente aos alunos que não possuem computador ou internet. Vão ainda ser entregues 232 ‘pen’ de acesso à internet para que todos estejam ligados”, garantiu o presidente.

Os computadores e as ‘pen’ são cedidas por três meses.

“Não é uma oferta”, esclareceu Luís Albuquerque, referindo que o município deliberou ainda estender a oferta das refeições aos alunos que integram o escalão B da ação social escolar, à semelhança do que já sucedia com os estudantes do escalão A.

Os formulários para os munícipes acederem aos apoios disponibilizados pela autarquia encontram-se ‘online’, mas o presidente da câmara disse não ter ainda número de pedidos.

Para ajudar as famílias e as instituições, o Município de Ourém está a pagar 75% da mensalidade que os alunos suportavam nas atividades de apoio à família, para que as “IPSS não despeçam funcionários e para que as famílias não tenham de suportar mais um custo, uma vez que algumas não têm os mesmos rendimentos”.

Leave a Reply

Recentes de Região

Ir para Início
%d bloggers like this: