Em Quinta-feira de Ascensão – O retrato estatístico do concelho da Chamusca

Em Região

Esta quinta-feira de Ascensão é feriado municipal no concelho da Chamusca. Embora as celebrações municipais estejam agora limitadas devido ao difícil contexto em que vivemos, assinalamos data com um retrato estatístico do concelho elaborado pela PORDATA, projecto da Fundação Francisco Manuel dos Santos, no âmbito do seu 10.º aniversário.

Pode consultar e descarregar aqui os 54 indicadores-chave do município da Chamusca, baseados em mais de 20 fontes oficiais, que comparam dados de 2010 com a realidade mais recente (2018).

Nesta área dedicada ao município da Chamusca é possível comparar, de forma simples e imediata, vários indicadores, de diferentes temas, e a sua evolução em quase uma década/ entre 2010 e 2018.

Os indicadores-chave podem ser descarregados para formatos PDF e Excel. A partir do título do indicador, pode aceder directamente ao respectivo quadro na Base de Dados dos Municípios.

Se quiser explorar mais a Pordata e ter conhecimento das suas funcionalidades e potencialidades, pode consultar os nossos vídeos tutoriais em https://www.pordata.pt/Academia/Formacao+Online que ajudam a explorar e a utilizar a Pordata de uma forma simples e rápida.

Destaques sobre o município (dados de 2018):

  • Feriado municipal: 21 de Maio
  • 9.319 habitantes
  • Por cada 1000 residentes, 8 são estrangeiros
  • Por cada 100 residentes, há 11 jovens com menos de 15 anos, 59 adultos e 30 idosos com 65 ou mais anos
  • Nasceram 50 bebés e morreram 141 pessoas
  • Há 286 idosos por cada 100 jovens, mais 129 idosos do que a média nacional
  • 980 alunos matriculados nos ensinos pré-escolar, básico e secundário
  • Por cada 100 residentes com 15 ou mais anos, há 51 pensões atribuídas pela Segurança Social e pela Caixa Geral de Aposentações
  • 949€ é quanto ganham em média os trabalhadores por conta de outrem no município, 218€ abaixo do ganho médio a nível nacional
  • 3 alojamentos turísticos, mais 3 do que em 2010
  • 9 farmácias
  • 2 bancos e caixas económicas, menos 1 que em 2010
  • Saldo financeiro positivo da CM: +665 mil € (receitas: 10,9 Milhões €; Despesas: 10,3 Milhões €)
  • 7% das despesas da C.M. foram destinadas à cultura e desporto, valor inferior ao de 2010 (12% do total das despesas)
  • 8% das despesas do município são relativas ao ambiente, idêntico ao valor registado a nível nacional (8%)
  • O valor médio de avaliação bancária da habitação foi de 763 € por m2, 429 € inferior à média nacional

Deixar uma resposta