fbpx

O Embuçado

Em Opinião

O primeiro-ministro desencantou na empresa petrolífera PARTEX que pertenceu à Fundação Gulbenkian, o Professor António Costa Silva para desenhar o plano de recuperação económica de Portugal.

Vozes que bebem do fino apressaram-se a escreverem e a dizerem que seria o novo ministro das finanças, outro super Centeno, melhor dito o Ronaldo das contas certas.

A oposição ajudada por comentadores doridos no cotovelo, proferiram em voz baixa soprada entre dentes desabafos contra a indigitação levando António Costa a assegurar que o seu homónimo mais Silva será apenas conselheiro e nem de perto, nem de longe, negociará com a oposição e despachará com directores-gerais, muito menos imitará Centeno no corte das pretensões dos ministros existentes e aqueles à espera da remodelação. E acrescenta: o Consultor trabalhará gratuitamente.

A dupla António+António sabe da poda e já ouviu o fado O Embuçado em várias versões até a do falecido monárquico miguelista João Ferreira Rosa, por isso mesmo inspiraram-se no Rei sem rosto a fim de executarem o desenho recuperador.

O António economista risca o papel, garatuja-o de números, chavetas e pontos de interrogações, explica-lhe três vezes a significação dos riscos, dá-lhe uma palmada nas costas e diz-lhe: os ministros executam rigorosamente o plano, à oposição damos-lhe ossos para rilharem raivosos ou sonolentos nas televisões, rádios e jornais, aos empresários oferecemos-lhe cabazes e coifas de promessas acrescida de um pirolito na companhia de um pastel de bacalhau, aos do Norte um bolinho do gadídeo, à senhora da Comunidade Europeia a colecção completa da revista Mães e Filhas em versão Germânia, sem esquecer a Burda pois sete filhos gastam muito, no tocante ao povo não vamos arranjar complicações produzindo grandes inovações. O povo aguenta, aguenta, aguenta!

Se tiver a veleidade de não aguentar o outro Embuçado, leia-se Marcelo Rebelo de Sousa cujo currículo como consultor é do tamanho da légua da Póvoa executará alegremente o seu papel de apaziguador na esperança de ser canonizado S. Francisco de Assis de Portugal.

Armando Fernandes

Deixar uma resposta

Recentes de Opinião

Zombarias

Estamos a viver em permanente zombaria, como se os zombis tivessem tomado…

Ir para Início
%d bloggers like this: