NERSANT apresenta oportunidades de negócio no Gana

Em Empresas

As restrições impostas pela pandemia obrigaram a NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém a adaptar o plano de internacionalização para 2020, mas o apoio às empresas nos seus processos de exportação, com um conjunto integrado de ações, mantém-se em vigor. Nesse sentido, a NERSANT organizou esta quinta-feira, 18 junho, uma sessão online para apresentação das Oportunidades de Negócio no Gana.

Na abertura deste webinar, António Campos, sublinha que o Gana é um dos países africanos com maior potencial para os negócios, razão por que a NERSANT inclui este mercado como uma das apostas no plano de internacionalização para 2020.

O Presidente da Comissão Executiva NERSANT sublinha que os condicionalismos da covid-19 levaram a Associação a implementar uma nova metodologia na forma de abordar os novos mercados e a internacionalização dos negócios. Assim, passará a realizar-se sempre uma apresentação inicial do mercado, como esta que hoje assistimos sobre o Gana, após o que se seguirá uma Missão Empresarial Virtual, com reuniões por videoconferência entre empresas da região e do Gana, e se houver interesse realizar-se-á uma missão empresarial com uma viagem ao país e encontros de negócios.

António Campos anunciou para julho a apresentação de um estudo sobre o mercado das exportações do Ribatejo, o qual revela que as empresas da região exportam os seus produtos e para mais de 150 países. “Em julho iremos apresentar em detalhe os resultados deste estudo que revela existir um enorme potencial para o crescimento das exportações das empresas da região, atendendo à grande variedade de países e parceiros das empresas da região a nível mundial”.

Um dos 3 melhores países para fazer negócio

O webinar desta quinta-feira contou com uma intervenção de Miguel Corais, da CH Global Network, que fez uma introdução ao mercado do Gana. Com uma localização estratégica na África ocidental, o Gana é um mercado em destaque, com um crescimento económico acima dos 5% a 6% por ano. Conta com uma população de 30 milhões de habitantes, dos quais 4 milhões na capital, Acra. O inglês é a língua oficial e o cristianismo é a religião de 70% da população. O país tem um risco político baixo, sendo uma democracia consolidada, com multipartidarismo e alternância democrática. Os indicadores de competitividade estão acima da média e o índice de corrupção é baixo para África, sendo ligeiramente superior à Grécia e Itália e inferior à India. Destaca-se a facilidade de fazer negócios (economic freedom). O Gana é um dos três países com melhores indicadores na facilidade de fazer negócios em África, a par da África do Sul e de Marrocos.

As principais oportunidades de negócio por setores

No que respeita a oportunidades de negócio e principais setores, importa destacar a agricultura e o setor da transformação de produtos agrícolas, nomeadamente nas áreas da alimentação de gado, farinha de peixe, entre outros. Na indústria, destaque para os têxteis e vestuário, transformação de madeira, produção de sal, indústria de processamento alimentar e joalharia. Associados à indústria, existem oportunidades de negócio a explorar nos sectores de embalagem e empacotamento, instalações de armazenamento e equipamento mecanizado.

As energias renováveis são uma aposta do governo, principalmente tratando-se de energia térmica e hidroelétrica. Nos setores do turismo e da hotelaria, também existem várias oportunidades, mas é no imobiliário que as oportunidades são maiores, devido à grande carência em termos de construção residencial, comercial e industrial.

Segundo o World Economic Forum, “o crime, os roubos, a instabilidade política, a saúde pública ou a capacidade de inovação não são problemas no Gana”. O país possui grandes riquezas naturais com as suas florestas húmidas. A agricultura faz do Gana um dos países mais ricos de África, sendo o 2.º maior produtor mundial de cacau. Possui igualmente uma indústria mineira rica, responsável por 37% das exportações, sendo o 2.º maior produtor de ouro de África. É o 6.º maior produtor de petróleo de África, tendo iniciado apenas em 2011 a exploração de petróleo e gás natural. As energias renováveis são um setor pujante no Gana, sendo responsáveis por 97% da energia consumida no país.

O webinar contou ainda com a participação de Nicholas Frimpong-Manso, CH Global Network (CH Ghana). Em direto do Gana, este consultor falou do contexto económico e os setores de oportunidade para a exportação e investimento das empresas portuguesas. Como principais setores de oportunidade para as empresas portuguesas surgem as tecnologias da informação, turismo, construção, saúde, indústrias renováveis, infraestruturas rodoviárias e ferroviárias, sistemas de saneamento, imobiliário, alimentação, maquinaria agrícola, materiais de construção, construção metálica, papel e cartão, óleos alimentares, indústria automóvel e componentes, carne e ovos, têxteis, petroquímica, agroindústria, adubos e farmacêutica.

Segundo Nicholas Frimpong-Manso, o contexto económico está fortemente influenciado pelas prioridades políticas do Governo que tem apostado na industrialização, educação, turismo, infraestruturas rodoviárias e ferroviárias, e na digitalização. Com eleições em dezembro deste ano, o país está a concretizar um plano de construção de 88 hospitais distritais. O governo tem sido elogiado pelas medidas de confinamento impostas para conter a pandemia da covid-19. O país conta 12.193 casos, 58 mortes e mais de 250 mil testes realizados.

NERSANT adopta novo modelo para missões empresariais

Em destaque nesta sessão online esteve a apresentação da Missão Empresarial virtual ao Gana, a cargo de João Salvador, da NERSANT. Esta missão empresarial online vai realizar-se de 21 a 25 de setembro, com a realização de reuniões por videoconferência entre empresários da região e os potenciais compradores, importadores e parceiros de negócios do Gana. Antes da realização destes encontros, a NERSANT irá realizar um diagnóstico com os empresários interessados, para apurar os objetivos das empresas e os contatos pretendidos. Segue-se uma fase de consultoria, em que os técnicos da Associação irão realizar contactos adequados ao perfil das empresas. Finalmente, serão agendadas e realizadas as reuniões online entre as empresas (B2B).

Após esta missão virtual, se existir interesse na concretização dos negócios e investimentos, a NERSANT irá organizar uma missão empresarial presencial.

Próximas sessões online sobre oportunidades de negócio internacionais

Esta é uma das ações planeadas pela NERSANT para 2020. As próximas sessões online agendadas serão dedicadas à apresentação das Oportunidades de Negócio na Costa do Marfim, no dia 23 de junho; às Oportunidades de Negócio no Vietname, no dia 29 de junho; às Oportunidades de Negócio na Argélia, no dia 2 de julho. Para 7 de julho, está reservada a apresentação do grande encontro internacional de negócios do Ribatejo, o NERSANT Business 2020.

Mais informações e inscrições para as sessões online em www.nersant.pt/agenda

1 Comment

Leave a Reply