fbpx

Vídeo – Turismo do Alentejo e Ribatejo lança campanha nacional e 3 rotas culturais com selo de destino turístico seguro

Em Empresas

A Entidade de Turismo do Alentejo e Ribatejo utilizou o tempo de confinamento para conquistar a confiança dos turistas, através da certificação sanitária dos operadores turísticos, garantindo que a região é um destino turístico seguro & sustentável. Agora, com o desconfinamento, a Entidade Regional de Turismo está a lançar 4 rotas culturais – Avieiros, Fortificações, Barroco e Megalitismo – e uma campanha nacional que irá arrancar no início de julho.

As novidades foram apresentadas por Ceia da Silva, presidente da Entidade de Turismo do Alentejo e Ribatejo, no lançamento da Rota Cultural dos Avieiros, no Escaropim e em Valada, na sexta-feira, 19 de junho.

Ceia da Silva salientou que a Entidade de Turismo do Alentejo e Ribatejo é a primeira região de turismo a investir na certificação sanitária dos operadores turísticos, da hotelaria e restauração, afirmando-se como destino turístico seguro – Covid free.  uma certificação sanitária que vai além do safe & clean promovido pelo Turismo de Portugal.

Ceia da Silva salienta que o Turismo do Alentejo e Ribatejo torna-se, assim, a primeira região com certificação sanitária Covid-free. O objetivo é conquistar a confiança dos turistas e consumidores e dinamizar a retoma económica, com o aumento dos fluxos turísticos na região.

Ceia da Silva anunciou em primeira-mão nesta sessão o arranque no dia 2 de julho de uma campanha promoção nacional na comunicação social, na internet e redes sociais. O slogan “Há um lugar…” vai ter várias declinações: Há um lugar para respitrar saúde, para ser feliz, para ser diferente, para estar em segurança… E esse lugar é aqui na Região de Turismo do Alentejo e Ribatejo que também lançou na semana passada os dois novos sites na internet do VisitRibatejo e VisitAlentejo.

Ceia da Silva destaca igualmente o lançamento de quatro Rotas Culturais no Turismo do Alentejo e Ribatejo. São as Rotas da Cultura Avieira, do Megalitismo, das Fortificações e do Barroco.

A primeira rota a ser apresentada é a da Cultura Avieira que Ceia da Silva considera ser um dos aspetos mais identitários do Ribatejo, e um produto turístico muito vendável.

A Rota da Cultura Avieira foi lançada na aldeia avieira do Escaropim, no concelho de Salvaterra de Magos, que Ceia da Silva aponta como “um excelente exemplo. A aldeia foi requalificada pela Câmara de Salvaterra de Magos e dinamizada com a criação de um Museu do rio e a musealização de uma casa tradicional dos antigos pescadores avieiros.

Ceia da Silva pretende que a Rota da Cultura Avieira sirva de estímulo às autarquias para requalificarem o património da cultura avieira, existindo várias aldeias abandonadas ou em mau estado de conservação.

A Rota da Cultura Avieira, assim como as Rotas das Fortificações, do Barroco e do Megalitismo, proporcionam aos operadores turísticos e aos turistas um conjunto de roteiros estruturados de 3 dias e e de 7 dias na região do Alentejo e Ribatejo.

Nesta sessão, o presidente da Entidade de Turismo do Alentejo e Ribatejo apresentou resultados do trabalho realizado desde a sua criação, numa resposta aos críticos da existência de uma região de turismo do Alentejo e Ribatejo. Segundo o presidente Ceia da Silva, desde a formação da Entidade Regional de Turismo, na área do Ribatejo, registou-se um aumento de 13 para 230 alojamentos locais, de 25 para 85 empresas turísticas, de 18 para 97 empresas de animação turística e de 16 para 30 agências de viagem.

Leave a Reply

Recentes de Empresas

Ir para Início
%d bloggers like this: