Onde poupar na fatura de eletricidade

Em Empresas

Com o mercado livre de energia é possível trocar, sem qualquer custo, de fornecedor de luz e gás. Uma possibilidade que permite reduzir os custos com a energia em mais de 90€ por ano aos muitos clientes. E existem mais formas de poupar…

A conta de luz e gás é uma das faturas mensais mais pesadas para os ribatejanos, como para todos os portugueses. Mas é possível reduzir de forma assinalável estes custos. Para saber como, fomos perguntar à Comparamais, site especializado na comparação de preços da energia e outros produtos. E ficámos a saber que há muitas opções para reduzir os gastos com a conta da eletricidade e gás.

Mudar os hábitos é o primeiro passo

O primeiro passo para reduzir os gastos é ter consciência de algumas práticas que podem ter impacto significativo nos gastos de eletricidade e gás dos eletrodomésticos. E indicou alguns hábitos com impacto na fatura de energia. Por exemplo, muitas pessoas só desligam o forno quando acabam de cozinhar das refeições, embora possam desligar este equipamento até 10 minutos mais cedo e tirar partido do calor acumulado para terminar a confecção. Algo que também acontece com as placas de fogão. 

Falando de eletrodomésticos, e considerando que o frigorífico é aquele que mais gasta, também há alguns conselhos a levar em conta. Por exemplo, não estar sempre a abrir a porta e não colocar comida quente no interior do frigorífico são duas excelentes formas de reduzir os seus consumos de eletricidade.

Outro exemplo é não saber fazer uma correta climatização da casa. Há que tirar partida das diferentes alturas do ano. Por exemplo, não ter as persianas abertas durante o dia no Verão, para evitar que fique demasiado quente e tenha de usar o ar condicionado ou aparelhos similares. E no Inverno fazer o inverso, usando a luz do sol durante o dia para ajudar a aquecer a casa. Isso reduz gastos com com aquecedores, radiadores e outros eletrodomésticos com altos consumos de energia.

Também há pequenos hábitos que fazem diferença. Mesmo que tenha um candeeiro lindo, será que precisa de ter ligadas 5 ou 10 lâmpadas sempre? Se bastarem duas lâmpadas (LED, não se esqueça…) para iluminar a divisão, evite estar a usar demasiada iluminação. Além de gastarem mais energia, também ajudam a tornar a casa mais quente, algo que se dispensa bem nestes meses de Verão… Deixar os equipamentos em stand-by é outra boa prática para maior eficiência no consumo de energia.

Adaptar as rotinas

Porque não trocar também de um plano simples para uma tarifa bi-horária, em que tem energia mais barata de noite e aos fins-de-semana? Este é outro dos conselhos deixados pela Comparamais, que explicou as suas vantagens. “Ao adaptar as rotinas para colocar, por exemplo, as máquinas de loiça e roupa a lavar durante a noite, pode tirar partido de preços mais reduzidos de energia nessas horas”.

No entanto, é referido que será sempre necessário os clientes terem cuidados com os seus hábitos. Afinal, não vale a pena escolher um plano bi-horário e depois usar os eletrodomésticos nas horas em que a energia é mais cara, caso contrário ainda irá pagar mais ao fim do mês.

Encontrar o melhor preço

Outra das grandes oportunidades passa pela escolha de um novo fornecedor. A Comparamais explica que “embora mais de 80% dos clientes pertença ao mercado liberalizado, continua a existir uma grande concentração de clientes numa só empresa. Ou seja, muitos não aproveitam esta oportunidade de trocar de fornecedor sem qualquer custo associado”.

Segundo indicado numa comparação de tarifas, entre a EDP e a Endesa pode existir uma diferença anual na casa dos 90€. Fazendo a comparação com a Goldenergy, são mais de 75€ de diferença”. Além disso, é destacado que existem múltiplas vantagens, que vão desde os descontos diretos até à oferta de uma fatura por ano. 

Como tal, é referido que os clientes apenas precisam de usar um simulador de luz e gás para descobrir qual o fornecedor com a tarifa mais barata, já que há mais de duas dezenas de empresas no mercado livre de energia. Como tal, esta é outra das principais formas dos ribatejanos pouparem na fatura de luz e gás, com vantagens que podem mesmo ficar próximas dos 100€ por ano.

Leave a Reply