fbpx

Materiais de construção, vinho, equipamentos de rega e produtos de higiene e limpeza entre as principais oportunidades de negócio na Costa do Marfim

Em Empresas

A NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém organizou um novo webinar esta terça-feira, 23 de junho, dedicado ao tema “Oportunidades de Negócio na Costa do Marfim”.

Após o webinar dedicado ao mercado do Gana, esta foi já a segunda sessão online organizada este mês pela NERSANT, no âmbito do novo Plano de Internacionalização para 2020. Seguir-se-á uma sessão dedicada às oportunidades de negócio no Vietname.

Segundo a nova metodologia adaptada pela NERSANT devido aos condicionalismos da pandemia, estas sessões online serão seguidas de missões empresariais virtuais, que proporcionarão contatos com potenciais clientes e importadores por videoconferência. Finalmente, estes contatos poderão dar origem missões empresariais com deslocações físicas dos empresários para concretização dos negócios nos novos mercados agora apresentados.

Ainda no âmbito do plano de internacionalização 2020, o presidente da comissão executiva da NERSANT António Campos salientou a realização em novembro do NERSANT Business, o grande encontro internacional de negócios do Ribatejo. Destaque ainda para a revista Ribatejo Invest de julho que vai dedicar um dossiê especial à internacionalização dos negócios, com um conjunto de informações de interesse para as empresas sobre os mercados internacionais.

A 3.ª maior economia da África Ocidental

O webinar desta terça-feira contou com a intervenção de Miguel Corais, da CH Global Network, que fez uma introdução ao mercado da Costa do Marfim, apresentação que foi depois completada por Dani Vites Santacana, consultor local da CH na Costa do Marfim.

Porquê a Costa do Marfim? Segundo Miguel Corais, a Costa do Marfim beneficia de uma localização estratégica na costa ocidental de África, no Golfo da Guiné, com uma população de 25 milhões de habitantes, um mercado emergente que constitui a maior economia da África Ocidental de expressão francesa e a 3.ª maior da África Ocidental, a seguir à Nigéria e ao Gana.

A Costa do Marfim apresenta uma rápida expansão económica, registando uma taxa de crescimento médio do PIB de 8,5% de 2012 a 2018 e de 7,5% em 2019, e beneficia de estabilidade política, com o fortalecimento das instituições democráticas.

O país tem uma grande riqueza de recursos naturais, desde petróleo, gás natural a diamantes, e uma agricultura fértil, assumindo-se como o maior produtor mundial de cacau e um grande produtor de café e de açucar, entre outros produtos.

Como pontos sensíveis, Miguel Corais destaca as tensões sociais e étnicas, as tensões fronteiriças com o Mali, Libéria e Sahel, um déficit orçamental que atrasa as reformas, uma elevada dívida pública, sofrendo ainda os efeitos das alterações climáticas.

Empresários portugueses com boa imagem na Costa do Marfim

Consultor da CH localizado na Costa do Marfim, Dani Vives Santa Cana centrou a sua comunicação nas oportunidades de negócio oferecidas pela Costa do Marfim. Salientou a boa imagem de que gozam os empresários portugueses neste país. “Os empresários da Costa do Marfim preferem os produtos europeus, pela sua qualidade, e em especial os produtos de Portugal, Espanha e Itália, por terem melhores preços”.  

Dani Vives referiu que a comunidade libanesa tem um forte poder nos negócios e prefere trabalhar com portugueses e espanhóis.

Como principais oportunidades de negócio, destaca as obras públicas – estradas, caminho de ferro, portos e aeroportos, água e saneamento, energia solar e saúde – com um importante programa de obras em curso. Outra área em destaque é a construção residencial e industrial, fruto do crescimento de uma classe média no país que exige novas casas. Todos os materiais de construção são importados, o que abre uma grande oportunidade para as empresas portuguesas que desfrutam de uma excelente imagem no país.

Os bens de consumo são outro dos setores em destaque, com oportunidades de negócio nos setores alimentar, de higiene e limpeza, sendo o vinho um dos setores em crescimento. 

Há grandes oportunidades de negócio na área agro-alimentar – fertilizantes, equipamentos de rega, alimentação animal, produtos para pecuária, transformação alimentar e pecuária e pesca, etc. – uma vez que a agricultura e a pecuária no país estão em franco crescimento, com grandes plantações e explorações pecuárias profissionais.

O turismo, por ora ainda incipiente, vai assumir grande importância nos próximos anos, fruto da aposta que o governo está a fazer neste setor.

Pouco afetada pela pandemia, a Costa do Marfim apresenta algumas exigências que constituem factores chave para o êxito. “Os produtos têm de cumprir as especificações do mercado, é necessário conseguir bons preços de transporte e escolher um bom distribuidor”, afirma o consultor. Depois, é preciso manter o contato regular presencial, se possível, e investir nas relações humanas.

Missão virtual à Costa do Marfim de 19 a 23 de outubro

João Salvador, da NERSANT, apresentou o programa da missão empresarial virtual à Costa do Marfim, que se realizará de 19 a 23 de outubro. Nesta nova modalidade imposta pela pandemia, a missão empresarial vai concretizar-se através de reuniões B2B por vídeoconferência, que serão agendadas após as reuniões que vão ser realizadas com cada uma das empresas interessadas, para fazer o diagnóstico dos seus interesses e necessidades. A NERSANT prestará apoio técnico durante e após as ações. Segue-se uma eventual missão empresarial com a deslocação física dos empresários para a concretização dos negócios na Costa do Marfim. As empresas interessadas em participar na missão empresarial virtual deverão inscrever-se até 24 de julho (www.nersant.pt).

Publique o seu comentário

Recentes de Empresas

Ir para Início
%d bloggers like this: