fbpx

Comeres & beberes – Cocktails e drinks

Em Ribatejo Cool

No mundo das bebidas alcoólicas o cocktail é associado a momentos de ócio prazenteiro, nos quais os homens ou mulheres a trabalharem nos bares juntam licores alcoólicos ou não de forma a agradarem ao palato e à visão dos clientes, por isso mesmo, os barmens a toda a hora e momento criam misturas de tal modo eficazes para o efeito que as mesmas, ganham foros de notoriedade ao ponto de o seu nome de baptismo funcionar da mesma maneira que os nossos assumem no círculo da parentela e relações sociais.

O leitor cinéfilo lembra-se do filme Casablanca no qual Bogart bebe drinks de alto grau, sem água mineral, apenas com gelo. Envolto em baforadas de fumo enquanto a belíssima Bergman despede o pinga amor a favor da paixão, um ambiente propício a cocktails sem bolinhos, mas com muito champanhe. O drink, seja de que natureza for, pode-se tomar a qualquer hora do dia, a rainha-mãe da Inglaterra preferia gin de manhã. À tarde e à noite, a Deneuve dá primazia ao cocktail com champanhe bebido de pé acompanhado por delicadezas gastronómicas, patés, caça fumada ou caviar beluga.

O drink não possui o refinamento do cocktail, os livros de líquidos alcoólicos enumeram receitas de cocktails que são famosas em qualquer parte do mundanismo sofisticado, dizer um Alexander ou um Bacardi significa a bebida saborosa e multicolor. Em tempos (revista Kapital) Miguel Esteves Cardoso abordava estes temas e explicava o seu amor ao drink Margarita que também se assume como delicioso cocktalil.

Não sei qual o drink favorito da ministra, sei, isso sim, de nunca ter lido nada da sua lavra sobre o seu entendimento de cultura e civilização pois uma pessoa civilizada não exibe clamorosa falta de chá cultural. No que tange ao cocktail financeiro desde há anos que a bebida nos custa uma exorbitância como se fosse aspergida com sais de platina.

Armando Fernandes

Leave a Reply

Recentes de Ribatejo Cool

Ir para Início
%d bloggers like this: